Notícias

Atenção ao compartilhar conteúdos em redes sociais!

Intenção é alertar sobre a utilização da ferramenta de forma mais segura

O Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 28, começou a exibir uma série especial de reportagens sobre o uso indevido das redes sociais. A intenção é alertar sobre as melhores formas de utilização da ferramenta com mais segurança.  (Assista ao vídeo abaixo)

A tecnologia permite que todos acessem informações de diversos assuntos de forma praticamente instantânea, mas, de acordo com a delegada titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos, Sabrina Leles de Lima Miranda, isso só é positivo se for de forma consciente na busca da veracidade de cada uma delas. “Tem esses sites de conferência de informações que a pessoa pode se valer, caso contrário, a pessoa pode praticar um crime, pois está divulgando uma mensagem falsa, algo que prejudique a imagem, a honra de um terceiro, uma empresa. Então, pode acabar cometendo o crime por simplesmente compartilhar sem verificar a idoneidade da informação”, explicou.

As notícias falsas, também conhecidas como “Fake News”, podem ocorrer em qualquer meio de comunicação, mas a forma mais rápida de disseminação acontece na internet, principalmente pela facilidade em compartilhar algo que pode trazer várias consequências. “Se alguém compartilha uma informação falsa ou atribui a alguém um crime, por exemplo, a pessoa pode estar compartilhando uma informação que traz uma calúnia, uma difamação, uma injúria, ou até algum crime mais grave”, ressaltou a delegada.

Os crimes cibernéticos estão por toda parte e entender o que são é fundamental para evitar e impedir essas práticas. “São todos aqueles crimes que podem ser praticados por meio virtual. Tem os crimes cibernéticos próprios, que são aqueles que somente são praticados por meio virtual, como invasão de sistema, ataque de negação de serviço. E tem aqueles impróprios, como estelionato, extorsão, que ela pode ser cometida fora da internet, mas, no caso, ela foi cometida no meio digital, então é um crime cibernético impróprio”, pontuou Sabrina Leles.

Veja também:

De acordo com a delegada, as pessoas têm que se precaver. “Com quem está mantendo contato pela internet? Aquela pessoa realmente corresponde àquela que está se identificando? Não envie imagens pornográficas para ninguém, mesmo que seja alguém da sua intimidade, pois você se colocará para o resto da vida nas mãos de alguém, mesmo que a polícia as vezes chegue até a pessoa, nós não temos como garantir que a imagem foi arquivada, ou que não esteja em outro local”.

Segundo um levantamento feito entre usuários do Facebook nos Estados Unidos, pessoas acima de 65 anos compartilham em média sete vezes mais notícias falsas do que os mais jovens. A delegada explicou porque isso acontece: “Eles acabam sendo presas mais fáceis para os criminosos digitais. Então, temos que estar atentos para usar de todos os meios de proteção antes de algum crime, ou ser vítima de algum crime”.

Com todas as facilidades da tecnologia, o mundo passa a ser cada dia mais digital e, por isso, a atenção deve redobrar. “Desconfiar sempre. Ter malícia. Grandes ganhos patrimoniais, grandes ganhos sentimentais não veem de forma tão fácil como são ofertadas na internet”, concluiu Sabrina.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store