Notícias

Alerta ao mau uso das redes sociais. Atenção!

O Programa Pai Eterno continuou nesta terça-feira, 29, com a série de reportagens […]

O Programa Pai Eterno continuou nesta terça-feira, 29, com a série de reportagens sobre o uso das redes sociais. A ferramenta traz alguns benefícios, mas também tem malefícios. O alerta é para que todos tenham uma atenção especial com o compartilhamento de notícias falsas. (Assista ao vídeo abaixo)

Não é de hoje que as mentiras são divulgadas como verdades, mas foi com o surgimento das redes sociais que esse tipo de publicação se popularizou ainda mais. “Temos várias formas de identificar uma Fake News”, mas a principal delas é checar fontes. Hoje em dias as notícias falsas são produzidas por uma variedade de formas. São imagens, textos, muitas vezes é um texto que existiu, mas está desatualizado, não necessariamente é uma notícia falsa, pode ser só desatualizada. Então, o ideal é que verifiquem as fontes”, explicou o advogado e presidente do Instituto Goiano de Direito Digital, Rafael Maciel.

As celebridades são as vítimas mais frequentes do efeito negativo provocado por notícias falsas. “Os famosos, políticos, todas as pessoas que têm uma repercussão são objetos de “Fake News”. Um aspecto muito interessante dessas notícias falsas e que as pessoas utilizam para tentar derrubar um governo, ou para fins de campanha eleitoral, mas o aspecto principal das notícias falsas foi para trazer tráfego para alguns sites e, com isso, as pessoas ganham dinheiro. Por ser assim, os famosos buscam, por um apelo. Então, as pessoas ficam interessadas nos famosos, mas não são as únicas vítimas”, explicou o advogado.

A “Fake News” se tornou uma preocupação em diversos aspectos. De acordo com Maciel, quando compartilhada muitas vezes, influencia um grande número de pessoas e isso pode se tornar um enorme problema. “Na era da internet, nós temos um caso muito relevante, que chamou muita atenção. De um boato que teve de uma senhora em Guarujá acusada de fazer magia negra com crianças. Soltaram a foto dela e na comunidade começaram a identificar na rua, acusaram e a espancaram até a morte. A repercussão de uma “Fake News” muitas vezes extrapola um dano moral, ou uma repercussão na imagem e reputação da pessoa. E isso não é pouco, mas pode chegar até danos físicos, ou morte, como foi o caso”, pontuou.

Veja também:

O WhatshApp é um dos aplicativos mais utilizados para espalhar notícias falsas. Isso acontece por conta da velocidade em que elas podem ser ressuscitadas. “É muito comum haver golpes pelo aplicativo. Eles sempre buscam algum evento social que tenho acontecido. As pessoas sequer abrem os links antes de compartilhas. Só que esses golpes, muitas vezes nem são falsas notícias, são golpes para instalar um arquivo malicioso, para roubar os dados do celular”, comentou.

Segundo o especialista, hoje já existem muitas leis que reconhecem os crimes da internet e ajudam na hora de investigar. “Hoje em dia há sim muitas medidas que as pessoas podem tomar depois de um dano desses, com a intenção reduzir os danos com a remoção de conteúdo, identificação dos autores das mensagens. As pessoas acham que internet é terra sem lei, mas temos até procedimentos legais que conseguem identificar tudo que acontece na internet”, ressaltou.

Para não cair na onda das notícias falsas, o advogado dá dicas: “Antes de compartilhar, verificar se essa mesma notícia está seno repercutidas nos jornais tradicionais. Se estiverem por lá, com certeza não são fakes, pois foram apuradas. Além disso, tem como utilizar as agências de checagem de notícias e essas agências são utilizadas até pelos próprios jornais, pois eles ficam de prontidão observando o que acontece nas redes e fazem uma investigação e conseguem dizer se tal fato é ou não verídico”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store