Devoção

Você sabe o verdadeiro sentido da palavra devoção?

Pe. Robson de Oliveira explica a diferença entre devotar a adorar. Confira!

O Programa Pai Eterno desta sexta-feira, 1º de fevereiro, exibiu uma reportagem especial com o reitor do Santuário Basílica. Pe. Robson de Oliveira, sobre o real significado do sentimento de devoção. Segundo ele, devoção é bem diferente de adoração. (Assista ao vídeo abaixo)

“A Palavra devoção vem de uma reverência, de um amor, uma piedade maior, seja a Deus, aos santos. A devoção, na verdade, é um carinho especial. Você também pode ter devoção à pessoas, por exemplo: bispos quando escrevem a bispos, normalmente assinam ‘seu devoto’, ou seja, pessoa que admira. Pessoas que de forma muito bonita e formal, falam também de devoção e dizem ‘seu devoto em Cristo’, para demonstrar um afeto especial que tem por Deus, pelos santos ou por alguém especial. Devoção, é devotar, ter um carinho importante”, pontuou Pe. Robson.

Devoção faz parte da religiosidade. É quando as pessoas se identificam com a história vivida por algum santo, por exemplo. Por isso, segundo o reitor, devoção tem um significado completamente diferente de adoração. “Quando devoto um santo, eu venero, olho para a vida dele me identificando com ela, aprendo com a sua vida, coincido a minha realidade com aquele santo, aquela pessoa de Deus, que realmente tem uma vida exemplar e, além disso, peço a sua intercessão, por isso eu sou devoto. A vida devota é muito importante para a pessoa, pois ela aprende com o outro. Então, devotando, você não está adorando, devotando você está mostrando respeito, identificação e um carinho, uma intimidade muito maior”, destacou.

Veja também:

Todos nós, que temos muito a agradecer ao Pai Eterno, devemos sempre estar atentos ao principal alimento para sermos completos perante Cristo, portanto é necessário termos muito cuidado para não cairmos no erro de adorar algo que não seja o próprio Deus. “A devoção se perde quando ela vira adoração. Eu não adoro santo. A única devoção que gera adoração na minha vida, que pode gerar adoração é a Deus, nosso Pai. Sou devoto do Divino Pai Eterno e eu O adoro em espírito e verdade, nada de adorar Imagem, e sim adorar em espírito e uma verdade. Sou devoto de Santo Antônio, São João, Nossa Senhora, mas não adoro. Se você transforma devoção em adoração, ou seja, coloca essa pessoa na qualidade que não é verdadeira, você começa a deixar a devoção te prejudicar ou ser mal interpretada na sua vida, inclusive, transforma-se em adoração e idolatria”, concluiu o reitor, Pe. Robson de Oliveira.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store