Notícias

Grupo Promovendo Amor: doação e carinho a quem precisa

Há cerca de quatro anos, amigos se reúnem para atividade voluntária em abrigos, orfanatos e hospitais.

“A ideia surgiu em outubro de 2015. Éramos quatro amigos com o mesmo ideal: promover amor e ajudar ao próximo”, lembra Ana Paula Barreira, fundadora do Grupo Promovendo Amor. Desde então, o trabalho só cresceu e, hoje, o grupo conta com 48 voluntários, que dão suporte emocional e material para ações realizada por meio da união e doações de centenas de pessoas em Goiânia (GO).

“Se é Pascoa corremos atrás para ganhar chocolate. Preferimos fabricar ovos de Páscoa. Se é Dia das Crianças, são brinquedos. Se forem usados, lavamos, arrumamos e embrulhamos. Cesta básica, nós também organizamos. Se alguém estiver precisando de guarda roupas, por exemplo, tentamos conseguir doações. Então, nosso trabalho é conjunto, no boca a boca em Goiânia inteira. Se for preciso vamos até no interior”, explica a fundadora.

Recentemente, grupo visitou um abrigo com 75 idosos. São cerca de 60 colaboradores que ajudam no trabalho por lá. Para a coordenadora do abrigo, Isoleta Dieza Quintino, o trabalho voluntário faz grande diferença. “Às vezes elas chegam aqui em algum sábado ou domingo, eles estão todos cabisbaixos, tristes, lembrando das suas famílias. Quando eles veem essas meninas lindas, sorrindo para eles, é o maior presente que eles têm. Então, o voluntariado é muito importante para nós. Sobrevivemos com doações. A visita e o amor são um grande presente para eles”.

Leydisllaine Gomes, uma das voluntárias do grupo, diz que quem recebe o maior benefício é ela própria: “Eu costumo dizer que eu não ajudo o próximo. Eu chego aqui, ou em orfanato, hospitais e são eles que me ajudam. Eu volto para casa feliz. Tudo é um grande aprendizado”.

O grupo realiza ações em datas especiais do calendário festivo. “O Araújo Jorge foi uma das ações mais difíceis e gostosas de realizar porque nós deixamos as crianças a vontade para falaram e escreverem sobre seus sonhos. E nós tivemos o desafio de conseguir os presentes. Graças a Deus conseguimos realizar todos os sonhos , todas foram presenteadas e foi muito gratificante para nós”, conta Ana Paula.

Segundo ela, o trabalho de ajudar a quem precisa realizado de forma voluntária é sua maior realização pessoal. “Eu sou uma pessoa realizada! Parece que quando eu não faço, fica um vazio dentro de mim. As pessoas, às vezes, me falam ‘Nossa, mas você deixa de fazer tantas coisas para você para fazer pelos outros’, mas eu nasci assim. Não sei nem explicar, eu sou assim sim, tiro de mim para doar. Isso faz sentido na minha vida”, conclui.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 7,4 milhões de pessoas realizaram trabalho voluntário em 2017, o equivalente a 4,4 da população, a maioria mulheres.  E você? Se ainda não faz, já pensou em fazer algo assim também? Fica a dica!

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store