Notícias

“Estou vivo graças ao meu Divino Pai Eterno”, diz devoto

Sebastião Ribeiro de Souza é mais um exemplo de quem confia no poder da fé e da oração.

O cobrador de ônibus Sebastião Ribeiro de Souza é mais um exemplo de quem encontrou na fé o apoio para crer na cura, após viver momentos de aflição. Tudo começou quando ele sofreu um acidente. “Eu me acidentei, caí na rua. Tinha um buraco na porta de casa, eu caí, bati a mão no meio fio e a cabeça por cima. O médico disse que se tivesse sido a cabeça direto no meio fio, eu não teria saído do lugar. Eu fiquei sete meses afastados com a mão engessada”, lembra.

O devoto ainda encontrou forças para enfrentar mais uma tribulação por confiar no poder e na misericórdia do Pai Eterno. Mesmo de frente a uma grande batalha, ele não desesperou. “Eu tive dengue, fiquei oito dias internado no hospital. Os médicos pediram uma tomografia, e acusou uma massa não identificada no meu intestino. Não sabia se era tumor. Já me mandou diretamente para um médico cirurgião de câncer. Daí começou minha luta de março até dezembro”.

O ano de 2015 não foi fácil para Sebastião e nem os primeiros meses de 2016, mas ele não duvidou que venceria os desafios, pois sempre confiou em um Deus poderoso. “Um dia eu cheguei à mesa de cirurgia e eu só perguntei ao médico quanto tempo demoraria. Eles disseram que eram mais ou menos quatro horas, porque era de alto risco. Quando ele aplicou a anestesia nas minhas costas, ele pediu que quando eu não sentisse mais as minhas pernas falasse para ele imediatamente. Quando eu deitei na maca, eu firmei o pensamento no Divino Pai Eterno e na Mãe do Perpétuo Socorro e quando eu olhei para o lado, vi a Imagem do Divino Pai Eterno do lado da maca. Aí eu confiei e me entreguei de corpo, alma e sangue. Apaguei e não vi mais nada. A cirurgia foi feita, e quando eu acordei na UTI os médicos estavam todos surpresos, porque nunca viram uma recuperação daquelas. Exatamente como se não tivesse acontecido nada”, lembra o cobrador.

É no Santuário Basílica que muitos filhos e filhas do Pai Eterno encontram forças para enfrentar as dificuldades da vida. E assim como Sebastião, fazem questão de dar seu testemunho como forma de agradecer tamanha graça recebida. “Hoje eu estou vivo graças ao meu Divino Pai Eterno. Espero que Ele me permita viver por muitos anos para estar neste lugar maravilhoso”, comemora o devoto.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store