Notícias

Celebração: 125 anos da chegada dos Redentoristas em Goiás

Comemorações serão realizadas até o fim deste ano, um marco na história da Igreja do Brasil.

Fotos: Danilo Eduardo

A noite desta sexta-feira, 5 de abril, foi marcada pela abertura das comemorações dos 125 anos da chegada dos Missionários Redentoristas no Brasil, em Goiás. Uma Via-Sacra foi realizada com a presença do arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, na Capela São José, localizada no Setor São José, considerada a igreja mais antiga de Goiânia, onde foi o primeiro convento redentorista na cidade.

Para o arcebispo, um ano muito especial, dedicado a relembrar toda a trajetória dos Redentoristas em terras goianas. “Eles começaram a evangelizar partindo de Goiânia, Campininha das Flores. Daqui, se expandiram para todo o estado de Goiás, até Tocantins. Fui bispo de uma diocese há 120 km daqui de Goiânia, em São Luiz dos Montes Belos, e por lá, passou também o Pe. Pelágio e seus companheiros. Ele andava a cavalo, fazendo desobriga, levando conforto às famílias, alimentando a fé. Muita gente guardou a fé católica através da pregação e da oração dos Redentoristas.  A gente não pode pensar na história do Estado de Goiás sem a presença dos Redentoristas, sem a ação, atuação e os frutos que eles colhem no trabalho pastoral da Igreja”, ressaltou Dom Washington Cruz.

Em suas palavras, ele falou também com fé e esperança sobre o processo de beatificação do Venerável Pe. Pelágio Sauter: “Seria muito bom se conseguíssemos durante este ano dos 125 anos dos Redentoristas no Brasil, a beatificação do Pe. Pelágio e, posteriormente, a sua canonização. É importante porque ele foi uma figura expoente. Como uma luz que brilha na noite, uma luz forte, que Deus acendeu e iluminou muita gente. Ele foi uma luz das mais fortes que brilhou nesta região. Por isso, somos agradecidos ao Senhor e aos veneráveis padres Redentoristas, nossos missionários”, concluiu.

O Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás, Pe. André Ricardo de Melo, lembrou parte da história inicial da chegada dos Redentoristas: “São 125 anos de presença dos redentoristas em terras goianas. Eles vieram da Alemanha para cá, em 1894, e, segundo contam as nossas crônicas, eles vieram até Uberaba de trem e cavalgaram por 26 dias até a Igreja Matriz de Campinas, onde chegaram às 15h do dia 12 de dezembro, e entoaram um hino da Igreja muito antigo e importante. Então, esta história começa com a chegada deles, que vieram para cuidar da Matriz de Campinas e da Romaria do Barro Preto, hoje, Trindade, no Santuário do Divino Pai Eterno. Esta história se perpetua durante esses 125 anos e queira Deus, que continue por muito mais tempo”.

De acordo com o Superior, naquela época chegaram ao Brasil 14 missionários, e, desde então, a missão só cresceu. “Hoje somos uma província forte, significativa com 102 confrades professos aqui em Goiás. Este trabalho se expandiu para Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Pará, que ainda continuam longe, mas os missionários faziam tudo a pé ou a cavalo por dias, fazendo com que a fé continuasse viva no coração das pessoas. Hoje, nós temos os meios mais eficazes de chegar várias distâncias. Hoje, a nossa Província compreende quatro capitais federativas: Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e Tocantins. O nosso alcance é grande pelos meios de comunicação. Hoje, temos a TV Pai Eterno, ainda eu fase experimental, mas já a todo vapor. Quero dizer é que nossa missão, que brota da missão dos primeiros missionários, continua e de uma maneira mais ampla, forte e com dinamismo muito maior”, afirmou Pe. André Ricardo.

Pe. Bráulio Maria Pereira é um desses Missionários Redentoristas, com muito orgulho e alegria em fazer parte desta história. “A grande importância dessa comemoração é justamente a evangelização em terras goiana. Que, é claro, em 1894 já existia grandes missionários, padres diocesanos, bispos atuando aqui na região, mas foi, sobretudo com a chegada dos Redentoristas, que houve uma cristianização da Romaria de Trindade,  uma abrangência e aprofundamentos maiores da cultura católica nesta região”, pontuou.

Segundo o padre, muitas comemorações ainda vêm por aí: “Ainda está sendo feita uma agenda, mas haverá um grande evento e tudo concorre para a grande celebração desses 125 anos, que provavelmente, acontecerá no dia 12 de dezembro, na Igreja Matriz de Campinas. Certamente vamos sair em procissão daqui da Capela São José até lá, que é outro símbolo da evangelização que os Redentoristas realizam nos Santuários”, disse.

Católica, a dentista Carla Bianca Fagundes Mendonça, sempre frequenta a Capela São José e é uma admiradora do trabalho missionário redentorista. “Uma alegria para nós que já assistimos a Missa Tridentina aqui na Capela, que temos interesse pela tradição. Então, ter os Redentoristas aqui em Goiânia é uma grande alegria. Eu já participava há mais de dez anos, em Anápolis, com o Pe. João Batista, mas aqui agora com o Pe. Bráulio eu também eu estou muito feliz. É diferente, especial” , declarou.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store