Notícias

Maio Amarelo: Um trânsito melhor para todos

Campanha tem o objetivo de alertar motoristas e pedestres sobre a conscientização e prevenção de acidentes.

A Campanha Maio Amarelo surgiu a partir de uma resolução da Assembleia Geral das Nações unidas baseada em estudos da Organização Mundial da Saúde, que definiu o período entre 2011 e 2020 como a década de ações para a segurança do trânsito. Quem trabalha dirigindo reconhece a importância de ter paciência ao assumir o volante. “Você tem que ter paciência, saber esperar”, afirma o motorista, Antônio Pereira.

A ideia surgiu após um levantamento, feito pela Organização das Nações Unidas (ONU), apontar que em 2009 foram registradas 1,3 milhões de mortes causadas por acidente de trânsito em 178 países diferentes. No Brasil, a iniciativa surgiu em 2014. No total, 27 países e 423 cidades aderiram ao Maio Amarelo em busca de paz no trânsito.

“Eu apoio e acredito na melhoria do transito, do transporte no Brasil. Eu sou caminhoneiro, e acredito que se cada motorista se conscientizar sobre não beber e dirigir ou sobre respeitar a sinalização de trânsito, teremos, no futuro, motoristas profissionais qualificados, porque há um índice muito grande de acidentes”, ressalta o motorista Vitor Ramos.

A proposta é conscientizar a sociedade com o intuito de prevenir acidentes de trânsito. Quem se prepara para conquistar a primeira habilitação fica ciente dos perigos e reconhece que deve ser consciente ao dirigir. “Tem que dirigir de maneira prudente, sempre respeitando os limites, a sinalização e as outras pessoas, os outros pedestres e motoristas”, afirma o estudante Walisson Silva.

De acordo com a ONU, caso não sejam adotadas medidas efetivas, é possível que em 2020, quase dois milhões de mortes aconteçam. Número que pode subir em 2030. O fiscal Cleosmar Gonçalves afirma que vê situações caóticas no trânsito. “Aonde vamos tem gente dirigindo com o celular. Então, a gente tem que dirigir para si e para o outro, para que no fim do dia tenhamos menos acidente de trânsito”, disse.

Ao dirigir com prudência, cumprindo as leis de trânsito, o motorista exerce um ato de amor ao próximo. Isso é a atitude certa de um verdadeiro cristão. Quem está nas ruas e age de maneira certa, diminui os riscos de acidentes. “Tem que ser consciente. Ficar atento e não ser imprudente”, aconselha o vendedor Leandro Lopes.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS











Newsletter