Catequese

24 de maio: Igreja celebra Nossa Senhora Auxiliadora

Nesta sexta-feira, 24 de maio, a Igreja Católica celebra Nossa Senhora, sob o […]

Nesta sexta-feira, 24 de maio, a Igreja Católica celebra Nossa Senhora, sob o título de Maria Auxiliadora. Os primeiros cristãos na Grécia, Egito, Antioquia, Éfeso, Alexandria e Atenas costumavam chamar a Santíssima Virgem Maria de “Auxiliadora”, em grego é “Boeteia”, e significa “a que traz auxílios vindos do céu”.

O primeiro Padre da Igreja que chamou a Virgem Maria de “Auxiliadora” foi São João Crisóstomo, no ano 345, em Constantinopla. O santo disse: “Tu, Maria, é o auxílio potentíssimo de Deus.”

A invocação de Nossa Senhora Auxiliadora ou Auxílio dos Cristãos foi instituída pelo Papa Pio V no ano de 1571, após grande vitória dos cristãos sobre o exército muçulmano, no estreito de Lepanto, que era a porta de entrada para a Europa.

A história do estabelecimento da festa de Nossa Senhora Auxiliadora remete ao período após a Revolução Francesa, a qual havia realizado um grande golpe à Igreja. O Papa Pio VII foi preso no Palácio de Fontainebleau pelo imperador francês Napoleão Bonaparte e dedicou as suas orações à Maria Santíssima “Auxílio dos Cristãos”, para que protegesse a Igreja.

As preces do Papa foram ouvidas e, em 181, Napoleão assinou a sua abdicação. Em 1815, quando a Igreja tinha recuperado a sua posição e poder espiritual, o Papa instituiu a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, no dia 24 de maio, para perpetuar a memória do seu retorno a Roma, depois do seu cativeiro na França.

O Papa São João XXIII cultivou uma especial devoção a Nossa Senhora Auxiliadora, cuja Imagem tirada de um número do Boletim Salesiano estava na parede perto da sua cama. Ele a proclamou Padroeira do Concílio com o título de Auxilium Christianorum, Auxilium Episcoporum, e, em 28 de maio de 1963, gravemente doente, abençoou com profunda emoção as duas coroas destinadas ao quadro da Auxiliadora, na Basílica do Sagrado Coração de Roma.

Por sua parte, São João Paulo II costumava visitar a Igreja de Santo Estanislau Kostka dos Salesianos, na Cracóvia, entre os anos 1938 e 1944, e rezou na capela de Nossa Senhora Auxiliadora. Nesta igreja, no dia 3 de novembro de 1946, celebrou uma das suas primeiras missas como sacerdote.

O Papa Francisco, durante sua visita apostólica a Turim em 2015, por ocasião dos 200 anos do nascimento do fundador dos salesianos, São João Bosco, contou que durante a sua infância foi educado em um colégio salesiano e aprendeu a amar Nossa Senhora Auxiliadora: “Eu lá aprendi a amar a Virgem, os salesianos me formaram na beleza, no trabalho, e acredito que este é um carisma deles. Me formaram na afetividade e isso era uma característica de Dom Bosco”, assegurou.

Oração de Nossa Senhora Auxiliadora

Santíssima Virgem Maria
a quem Deus constituiu Auxiliadora dos Cristãos,
nós vos escolhemos como Senhora e Protetora desta casa.
Dignai-vos mostrar aqui Vosso auxílio poderoso.

Preservai esta casa de todo perigo:
do incêndio, da inundação, do raio, das tempestades,
dos ladrões, dos malfeitores, da guerra
e de todas as outras calamidades que conheceis.

Abençoai, protegei, defendei,
guardai como coisa vossa
as pessoas que vivem nesta casa.

Sobretudo concedei-lhes a graça mais importante,
a de viverem sempre na amizade de Deus,
evitando o pecado.

Dai-lhes a fé que tivestes na Palavra de Deus,
e o amor que nutristes para com Vosso Filho Jesus
e para com todos aqueles
pelos quais Ele morreu na cruz.

Maria, Auxílio dos Cristãos,
rogai por todos que moram nesta casa
que Vos foi consagrada.

Amém.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • Maria
    24/5/2019 - 21:43:44

    Eu sou devota da Nossa Senhora Auxiliadora.

  • TV Pai Eterno









    Newsletter