Apoio Espiritual

Ira x Paciência

A ira fecha o coração da pessoa ao perdão, à concórdia e à paz, prejudicando assim o convívio social.

A série 7 pecados capitais e 7 virtudes aborda hoje a ira e a paciência. No Evangelho de Mateus (5,22), Jesus destaca que as raízes dos delitos estão na ira. “Mas eu vos digo: todo aquele que se irar contra seu irmão será castigado pelos juízes. Aquele que disser a seu irmão: Raca, será castigado pelo Grande Conselho. Aquele que lhe disser: Louco, será condenado ao fogo da geena”.

Em Efésios também há uma passagem que destaca a gravidade deste pecado: “Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio. Nenhuma palavra má saia da vossa boca, mas só a que for útil para a edificação, sempre que for possível, e benfazeja aos que ouvem. Toda amargura, ira, indignação, gritaria e calúnia sejam desterradas do meio de vós, bem como toda malícia” (4,26-31).

De acordo com o padre Rodrigo Antônio Ferreira, da Arquidiocese de Goiânia, a ira fecha o coração da pessoa ao perdão, à concórdia e à paz, prejudicando assim o convívio social. “A ira é um sentimento intenso de ódio, de raiva ou de rancor em detrimento de outra pessoa, objeto ou situação”, explica. Para sair desta situação de pecado, a virtude da paciência é essencial. Ela molda o coração para libertá-lo deste sentimento que afasta da convivência fraterna.

Pe. Rodrigo Antônio destaca que a paciência é a nossa arma para lutar contra a ira. “A paciência é o exercício de se colocar no lugar do outro e saber que ele é uma pessoa com falhas e erros assim como nós”. A partir desta perspectiva, a paciência abre espaço para a sensibilidade e pode nos ajudar a superar a ira.

Confira mais sobre os outros pecados capitais e virtudes que devemos cultivar:

Vaidade x HumildadeAvareza x GenerosidadeInveja x Caridade

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • Dinalva barboda de sousa
    15/6/2019 - 01:04:49

    Gostei muito desse encinamento eu tinha um desturbio que por qualquer coisa eu irava eu chingava e eu percebia que tinha um espirito maligno proximo a minha pessoa ai comecei a rezar o terco da libertacao quando eu rezava eu mim calmava enfim como eu era evangelica percebir que avia algo errado ai foi aonde comecei fazer novenas rezar o terco hoje fui liberta em nome de jesus e do pai eterno

  • TV Pai Eterno









    Newsletter