Notícias

Romaria da Vila São Cottolengo: tradição de fé e amor pelo irmão

A saída da Caminhada da Vila São Cottolengo aconteceu no trevo de Goiânia (GO). Ao todo são 17km até a entrada de Trindade (GO)

Na sexta-feira, 28, 1º dia da Festa em Louvor ao Divino Pai Eterno, aconteceu mais uma edição da Romaria da Vila São Cottolengo. A Cada ano, essa tradição ganha mais força e participantes.

Para a gerente multiprofissional da Vila, Miriam Kuhn, a entidade está inserida na Festa de Trindade porque faz parte da história da Capital da Fé de Goiás: “A história da Vila surge em uma Festa de Trindade e quem a fundou foi um padre redentorista que tem tudo a ver com a Basílica, que é o Santuário do Pai. Estamos inseridos nesta trajetória e fazemos parte da Arquidiocese de Goiânia. Todos nós fazemos esta caminhada durante anos. Viemos rezar, agradecer ao bom Deus pela nossa família Cottolengo, pelas nossas famílias, pelos nossos pacientes, amigos do bem. Então, a partir daí, surgiu a ideia desta caminhada”.

Antes da saída, alongamentos foram realizados para aquecer e preparar para a caminhada. Uma oração foi feita pelo presidente da Vila, o missionário redentorista, padre Marco Aurélio. “Muitas caravanas não conhecem de verdade a Vila e as portas estão abertas. Todos são chamados a estar com a gente, conhecer os internos e o projeto que ali é realizado. A Vila realmente cativa, encanta e chama à conversão”, afirmou o missionário.

A saída da Caminhada da Vila São Cottolengo aconteceu no trevo de Goiânia (GO). Ao todo são 17km. Entre os caminhantes estão colaboradores, voluntários e pessoas que, no momento de dificuldade, foram acolhidas pelo santuário do irmão.

Rael de Jesus Barbosa é pai de uma dos atendidos pela instituição. Para ele, é um desafio levar o filho durante todo o percurso, mas também uma forma de agradecer à Vila. “É muita vontade e esforço para eu empurrar meu filho até os pés do Divino Pai Eterno. Muita gratidão. Somente o Pai nos dá força, bênçãos, coragem e fé. Agradeço mais um ano aqui”, contou.

A participação de quem pode ajudar é fundamental para a Vila. A secretária Maria das Dores veio para a caminhada e é atuante todo o ano. Para ela, “é muito importante. Ajudamos 300 internos e fazemos também atendimentos a idosos e crianças de fora. Me sinto feliz por estar aqui. Sou uma colaboradora e tenho uma filha na Vila. Hoje, muita filha está bem, e isto é por causa da Vila.”

O esforço dobrado do Rael, o compromisso da Maria das Dores e o carinho de todos os devotos do Pai Eterno: é assim que a Vila ensina a todos e te aguarda nesta Romaria. “A Vila cumpre sua missão com a Romaria da Vila a Trindade. Estou inteiro e vamos continuar nossa missão de fazer da Vila um lugar do bem, de acolhida e amor”, concluiu padre Marco Aurélio.

Fonte: [:es]Afipe[:en]Afipe[:pt]TV Pai Eterno[:]

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store