Notícias

Tropeiros viajam 350 km para agradecer ao Pai Eterno

O amor do Divino Pai Eterno é algo que transforma a vida das […]

O amor do Divino Pai Eterno é algo que transforma a vida das pessoas. A fé na Sua misericórdia mobilizou a comitiva “Os Tropeiros” que viajam a Trindade desde 2015 para agradecer. Tudo começou com Tavares Belloti, que pediu uma graça ao Pai Eterno, recebeu e veio demonstrar sua gratidão. “Na época, meu sobrinho estava muito doente e ninguém conseguia descobrir o que ele tinha. Eu fiz uma promessa ao Divino Pai Eterno, e 15 dias depois, descobriram que ele estava com osteomielite, uma inflamação nos ossos”, contou.  O sobrinho do Tavares passou por uma cirurgia, foi curado e foi até Trindade (GO) junto com a comitiva para agradecer.

Hoje, a comitiva agrega mais amigos e familiares, que têm a tradição de sempre entrar no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno de joelhos. “A ideia veio na primeira vez que viemos e, desde então, fazemos questão de continuar assim. Vir a Trindade é uma alegria muito grande, queremos voltar todo ano, enquanto tivermos vida”, afirmou.

Promessa cumprida

Este ano, o grupo voltou pela quinta vez à Casa do Pai e quem tem uma graça especial é a Polyana Araújo. Ela veio com o marido e a filha para cumprir uma promessa. “Eu estava doente, era um grave problema de estômago, sentia muita dor, os médicos tiveram muita dificuldade de diagnosticar e nenhum remédio melhorava. Eu estava com muito medo, especialmente porque tenho minha filha e não queria deixá-la”, relembrou emocionada.

Em 2018, Pollyana veio até Trindade com a comitiva, mas não conseguiu entrar de joelhos no Santuário Basílica, então ela prometeu ao Pai Eterno que, se fosse curada, encontraria forças para entrar de joelhos. Este ano ela pôde cumprir sua promessa ao lado da família e dos amigos. Com lágrimas nos olhos e muita gratidão, atravessou toda a igreja até a imagem do Divino Pai Eterno. “A batalha foi grande, toda a minha família rezou muito pela minha cura, a luta foi diária, mas hoje louvo ao Pai Eterno com alegria por poder estar aqui”, afirmou.

A comitiva veio da cidade de São Sebastião (DF) e percorreu mais de 350 quilômetros. Ao todo, foram nove dias de viagem. A fé entre eles começa desde criança, vai passando de geração em geração. “A emoção é muito grande, porque vindo até aqui a gente demonstra que tem fé no Divino”, contou o tropeiro de 12 anos, Felipe Cordeiro.

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store