Meio Ambiente

Projeto arrecada tampinhas para ajudar animais de rua

O Tampatas busca estimular a sustentabilidade ambiental e a proteção aos bichinhos de rua

As tampinhas de diversas cores e vindas de várias embalagens, desde garrafas pet a recipientes que guardam shampoo, amaciantes e até sorvete, podem até parecer lixo, mas, juntas, contribuem com o projeto Tampatas, que arrecada dinheiro para castrar animais de rua ou carentes. Para a criadora do projeto, Regina Célia Menezes, a inspiração veio de uma outra iniciativa semelhante no sul do país. “No segundo semestre do ano passado eu conheci uma ação na região sul do Brasil e me inspirei a fazer algo semelhante por aqui, achei muito interessante porque ele une a sustentabilidade com a proteção ao animal através da castração”, explicou.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que só no Brasil existam mais de trinta milhões de animais abandonados, entre cães e gatos. A instituição também indica castração como a melhor solução para acabar com o ciclo do abandono, além de evitar que mais bichinhos sejam vítimas de maus tratos. “A gente está transformando o que iria poluir nosso planeta em recursos para poder castrar animais de rua, animais abandonados que vivem em qualquer lugar, sofrem maus tratos e podem até se tornar um problema de saúde para a sociedade”, destacou Regina.

Uma transformação na vida do animalzinho e também da sociedade. Se você também deseja contribuir, basta acessar este mapa e conferir os pontos de coleta.

Em Goiânia (GO), em menos de um ano, mais de oito toneladas de tampinhas foram arrecadadas. Só para se ter uma ideia, para castrar um gatinho gasta-se em torno de 130 kg de tampinhas. Já para cachorro, cerca de 250 kg. Um trabalho de formiguinha, mas que, com a união de todos, traz grandes resultados. “Nós já castramos mais de 50 animais e já temos recursos para castrar mais 10 animais. A gente espera a colaboração de todos, pois sozinho a gente não consegue mudar nada, mas juntos a gente muda o mundo, eu acredito nisso”, afirmou Regina.

Por enquanto o projeto Tampatas só atende a capital goiana, com vários postos de coleta. Mas que tal você iniciar um projeto parecido aí na sua cidade e ajudar a cuidar dos bichinhos?

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS











Newsletter