Notícias

Santo Afonso Maria de Ligório, rogai por nós!

O fundador da congregação dos missionários redentoristas tinha como maior carisma a dedicação e amor ao próximo

No dia 1º de agosto, a Igreja Católica celebra Santo Afonso Maria de Ligório, um homem que desde muito novo colocou todos os seus dons a serviço da evangelização. Para os missionários redentoristas hoje é um dia ainda mais especial, pois foi Santo Afonso o responsável pela fundação da congregação. “Quem segue Santo Afonso nunca vai ser cruel com os penitentes e nunca vai ser relaxado. Vai ter a misericórdia e a justiça acompanhando seu trabalho”, afirmou o Missionário Redentorista, Pe. Ângelo Licati.

De acordo com padre Ângelo, missionário redentorista, Santo Afonso Maria de Ligório nasceu na nobreza e renunciou à herança e a todos os títulos a que tinha direito. “Santo Afonso nasceu em berço de ouro, nasceu querido, escolhido, preparado, amado, já aos 16 anos era formado em Direito Civil e Direito Religioso”, explicou.

Considerada uma criança muito bem dotada, seu pai queria que fosse distinto na sociedade. Dono de uma inteligência privilegiada, se tornou também músico, poeta e escritor. Usava seu talento e conhecimento  para sempre servir ao próximo e a Deus. “Quando era advogado, ele tirava alguns dias para cuidar dos leprosos e necessitados, tudo com um grande sentimento de misericórdia”, destacou o padre.

Cristão fervoroso, em sua profissão atendia a todos e tinha uma atenção especial com os pobres que não tinham condições de pagar pelo acesso jurídico. O jovem e brilhante advogado não aceitava injustiças. Enquanto exercia a profissão em Nápoles, na Itália, ele continuava cultivando uma intensa vida espiritual. Ao enxergar corrupção entre os detentores do poder, decidiu nunca mais advogar a favor da corte. “A história conta que ele pegou um processo que envolvia muito dinheiro, mas um dos documentos no processo não era legítimo e mesmo assim o processo continuou. Santo Afonso ficou chateado e disse ‘ah, tribunais, agora eu os conheço e não voltarei jamais'”, pontuou Pe. Ângelo.

Após deixar de uma vez por todas a advocacia, ele decidiu se dedicar às causas evangélicas, completou os estudos em teologia e foi ordenado padre aos 30 anos de idade. Desde então, Afonso colocou seus conhecimentos de oratória à serviço de Cristo, sempre dando atenção especial aos pobres e às crianças abandonadas.

Em 1732, Santo Afonso ouviu um novo chamado de Deus para sua vida e decidiu fundar a congregação dos padres redentoristas, hoje uma das mais atuantes em Trindade (GO). “Santo Afonso percebeu nos seus caminhos que muitas pessoas não conheciam a Salvação de Cristo, e se moveu tanto de compaixão que começou a rezar pedindo um discernimento a Deus: ‘o que fazer por esses pobres abandonados?’, e por meio do Espírito Santo e o conselho de uma religiosa, ele entendeu que precisava reunir mais homens, pegar mais padres e passar a espiritualidade adiante”, explicou o padre. Foi assim que Santo Afonso e seus confrades começaram a espalhar a redenção do Senhor e assim nasceu a Congregação do Santíssimo Redentor.

Pe. Ângelo Licati é missionário redentorista desde os 10 anos de idade e hoje, aos 91 anos, tem certeza de que fez a escolha certa. “É uma escolha que vivo com a máxima alegria. Hoje, os missionários redentoristas estão espalhados no mundo todo, tudo obra de Santo Afonso, e a nossa missão maior é pregar a misericórdia de um Deus que acolhe e salva a todos”, explicou.

A Congregação dos Redentoristas tem como objetivo a imitação de Jesus Cristo e a pregação de missões e retiros, focando principalmente nos mais necessitados. Santo Afonso percorreu cidades no sul da Itália, convertendo pecadores e santificando as famílias, mais do que sua palavra pregava o seu exemplo de virtude, penitência e caridade.

Nos seus últimos 12 anos de vida, dedicou sua vida à literatura, enriquecendo a coleção de obras teológicas. Em 1831, Santo Afonso foi canonizado e recebeu o título de Doutor da Igreja pelo Papa Gregório XVI. E o trabalho dos missionários redentoristas está presente em todos no mundo todo. Sempre mantendo mesmo carisma: trabalhar pelos mais necessitados.

Para saber mais detalhes da vida de Santo Afonso e outros santos da Igreja Católica acesse nossa página Santo do Dia.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
4 Cometários
  • EVA
    1/8/2019 - 12:49:29

    Amei a reportagem.

  • Renato
    1/8/2019 - 15:10:51

    Esta reportagem é exemplo de que temos que orar muitos pelas vocações e também pelos nossos sacerdotes que foram inspirados a olhar o nosso mundo com os mesmos olhos do amor de CRISTO. Amém.

  • Lorena Carvalho
    2/8/2019 - 22:08:22

    Santo Afonso na sua experiência Cristã com a visão da humanidade nas suas fraquezas e anseios por inspiração divina criou essa congregação redentorista abençoada com religiosos de hábitos simples, humildes, seguidores da Palavra do Senhor nos mostrando com amor a generosidade, bondade, misericórdia,etc., o que nos ensina o Pai Eterno. Amém.

  • Lorena Carvalho
    2/8/2019 - 22:15:45

    O Padre Ângelo Licati, é muito abençoado, suas homilias são de uma profunda experiência na fé Cristã, na piedade, no amor ao próximo na carência da alma de rezar certo de entender o que Jesus ensina, uma palavra dele é de uma energia de vida maravilhosa. Que Deus o abençoe e peço sua benção também Pe Ângelo Licati.

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS











    Newsletter