Hoje é o Dia do Psicólogo no Brasil!

Para celebrar o dia, a psicóloga Rose Meire Nunes fala sobre o papel da mãe na educação dos filhos e dá dicas especiais

Um grande desafio da Psicologia é ajudar pais e mães na educação dos filhos. Nesta terça-feira, 27 de agosto, é Dia do Psicólogo no Brasil e a psicóloga Rose Meire Nunes ressalta o quando a mãe é importante no processo de formação da personalidade dos filhos. “É muito complicado, pois nos dias de hoje vemos que as mães se perderam um pouco nesta questão. Hoje, nós temos mães que colocam os filhos no mundo e acabam sendo filhos das avós. O papel da mãe desde a concepção é ela que nutre todo um trabalho psicológico com a criança. Parece bobagem, mas a criança está ligada pelo cordão umbilical e ela vai aprendendo, segurando todas as emoções, todas as situações que ela vive e vai passando para a criança. Então, a criança ao nascer, já tem uma afetividade com aquele ser. É importantíssimo o trabalho da mãe junto a criança no desenvolvimento da sua personalidade, na sua formação”, ressalta.

A psicóloga comenta que no consultório, no seu trabalho diário, as pessoas tem procurado assistência para melhor criar os filhos. “Às vezes, as mães se perdem, não sabem o que fazer e nós orientamos, vemos o que está acontecendo na relação para poder ajudá-las a encontrar o melhor caminho e é importantíssimo no desenvolvimento da sua personalidade. Nos dias de hoje, as mães precisam trabalhar muito para ajudar no sustento da casa. Elas ficam muito tempo fora de casa e as crianças ficam com babás. Por isso, as mães se culpam muito e não pode se culpar. É preciso ter qualidade no tempo em que se está com as crianças. E são gestos pequenos, às vezes pensamos em uma grandiosidade, mas não é só estar no mesmo ambiente, é preciso estar perto de verdade, conversar, dar atenção”, afirma.

Pe. Welinton Silva, Missionário Redentorista, afirma que a Igreja também ajuda muito neste apoio às mães que sentem dificuldade. “É grande o número de mulheres que procuram padres nos confessionários perdidas, procurando ajuda, e nós falamos sobre a importância da presença dos pais para a formação de homens e mulheres do bem, que abracem a santidade. Portanto, agimos juntos, e buscamos melhores caminhos”, pontua.

De acordo com Rose Meire, o testemunho das famílias junto aos filhos é importantíssimo. “A falta de convivência faz com que as crianças não aprendam a se relacionar. Se não conseguem relacionar dentro de casa, como vão se relacionar fora dele? É aí que começam a buscar preencher o vazio e de forma errada, como as drogas, por exemplo”, ressalta a psicóloga, que deixa ainda uma dica especial: “Mãe não desiste do filho. Por mais que o filho esteja com dificuldades, a mãe está ali sempre buscando trazer o filho de volta. Muitas vezes, a mãe se culpa por não poder se aproximar, então ela acaba indo buscar na oração. É importante também, ver o que está sendo estabelecido nesta relação onde os filhos fogem do contato. Eu digo que muitas vezes  o pai coloca no mundo e delega para a mãe mesmo. Se deu certo ou não, a culpa é da mãe. Se a mãe se deprime por isso, acaba que ela envolve o filho também, e a mãe é o pilar, a sustentação da relação. Então, as mães precisam cuidas dos filhos, rezar pelos filhos, mas ela precisa se cuidar também”, conclui.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS











Newsletter