Evangelização

“Sentimos a todo momento Jesus nos modificando”, afirma ministra da Eucaristia

Ministra da Eucaristia conta sobre sua experiência de servir a Deus e aos irmãos na sua missão na igreja

Servir a Deus e aos irmãos, no mais sublime dos Sacramentos: a Eucaristia.  Movida pela fé, a biomédica Adna Costa Balisa compartilha a sua experiência como ministra da Eucaristia, na série especial ao Mês das Vocações no portal Pai Eterno. É neste mês que a Igreja celebra a Vocação Leiga, ou seja, a aptidão em servir daqueles que trabalham em prol da instituição sem pertencer a nenhuma ordem. “O que mais me emociona é poder tocar Jesus e levá-lo para as pessoas, incentivando uma maior proximidade espiritual com Cristo ressuscitado por meio deste trabalho”, afirmou ela que tem 32 anos e serve há dois como ministra na Paróquia Santa Luzia, em Aparecida de Goiânia.

Leia também: Vocação leiga: “Faço com o maior prazer, porque é para Deus”

Com o nome oficial de Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística (MESCE), eles têm a missão de auxiliar na partilha do Corpo de Cristo, ajudando o sacerdote a distribuir a comunhão aos fiéis durante as celebrações. Além do trabalho dentro da Igreja, os ministros levam a Comunhão para enfermos que, devido à condição debilitada de saúde, não conseguem se locomover.

Diante da proximidade e do momento de fé, em muitos casos, além de servir o doente com a Palavra e com o Corpo de Cristo, os Ministros da Eucaristia oferecem também a sua amizade. Entre as pessoas que mais marcaram Adna nestes dois anos de ministério está uma senhora, chamada Dona Laura, que faleceu ano passado. Durante quatro meses, Adna foi responsável por levar a Comunhão para a senhora, que sofria de um câncer terminal. “Mesmo com tanta dor, ela não abria mão de ajoelhar para receber Jesus. Já me emocionei e chorei muito ao lado da Dona Laura”, revela. Na época, Adna estava gestante e conta ainda que a Dona Laura orava pela gravidez. “Infelizmente, ela não conseguiu conhecer minha filha, mas sempre a levo no coração com muito carinho”, afirma.

Para ser ministro da Eucaristia, é preciso fazer um curso de capacitação e uma formação continuada. Além disso, devem ser homens e mulheres de reconhecida idoneidade cristã, fé esclarecida, preparação espiritual, ter recebido os três Sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Eucaristia e Crisma), se viver em união conjugal, deve ter recebido o Sacramento do Matrimônio. Além disso, deve possuir compromisso na vida pastoral da comunidade, honestidade e comportamento equilibrado.

No caso de Adna, ela começou a perseverar na Paróquia Santa Luzia, participando do grupo de jovens e, em seguida, passou para o Ministério da Eucaristia. “Sinto-me abençoada por Deus, pois, com o Ministério, acabamos estimulados a ter uma vida cada vez mais reta, de oração e sentimos, a todo momento, Jesus nos modificando por dentro”, complementa ela que pretende também ensinar a filha, hoje com 6 meses de vida, as dádivas de servir ao Pai.

Por Marcela Guimarães

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS











Newsletter