Evangelização

Acolitato: Uma forma de estar mais próximo do Pai

Como leigos, os acólitos contribuem com a obra do Pai durante a celebração da palavra

Fotos: Danilo Eduardo

Servir a Deus de todo coração. É assim que os leigos agem perante os serviços oferecidos ao Pai Eterno dentro de suas comunidades. A vocação leiga permite que as pessoas se aproximem de Deus e exerçam suas funções na Igreja, colaborando com a obra do Dele.

Uma dessas funções é o acolitato. Um papel importante onde jovens auxiliam o sacerdote na hora das celebrações. E para se tornar acólito, é necessário passar por uma formação que o prepara para essa função. Eles devem participar de encontros, retiros espirituais e diversos momentos de oração e celebração, para vivenciar todo o rito no qual passarão a colaborar.

Após se tornarem acólitos, eles passam a participar de toda a rotina de uma celebração. Tudo começa com a paramentação, depois vem a cruz, o turíbulo e as velas. Em seguida, partem para a procissão de entrada e após o início da missa, auxiliam o sacerdote em todos os momentos como, por exemplo, segurando o microfone na hora da consagração e os objetos durante a liturgia eucarística e tudo o que for solicitado.

O estudante Marcos Antônio Alves Souza diz que, para ele, esse serviço é uma forma de estar mais próximo do Pai Eterno. “Para mim, servir ao Pai Eterno por meio desta vocação, é desempenhar uma função, mais próxima de Jesus, junto da Palavra e da Eucaristia que Ele nos deixou”, disse.

Ele conta que recebeu esse chamado ainda bem cedo. “Foi há 11 anos, quando fui à Basílica do Divino Pai Eterno participar da celebração eucarística dominical. Quando iniciou a missa, eu vi vários jovens no presbitério exercendo muito solenemente a função do acolitato. Eu achei aquilo extraordinário e, foi naquele momento que o Pai Eterno tocou em meu coração e senti o chamado dele para servi-Lo nas celebrações da Eucaristia”, relembrou.

Marcos Antônio afirma que quer continuar sempre servindo a Deus. “Imagino um futuro ainda mais próximo do Pai Eterno e servindo-O com louvor, zelo e gratidão”, concluiu.

Fonte: Afipe

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
3 Cometários
  • Andrea Botilieri Rodrigues Gonçalez
    28/8/2019 - 22:10:21

    Quero deixar aqui toda minha gratidão e admiração pelo acólito Marcos Antônio. Acompanho as missas todos os sábados e percebo toda a dedicação dele durante a celebração. Todas as vezes que estive no Santuário pessoalmente fui acolhida por ele com todo carinho que os romeiros merecem . Amo este Santuário e todos que ali servem a Deus . Marcos Antônio é um enviado de Deus. Em sua missão de acólito.

  • Maria Eliene Soares
    28/8/2019 - 22:43:42

    Aqui na minha cidade, Matões MA, tem muitos acólitos. Acho muito bonita a dedicação dos adolescentes que desde cedo já buscam uma vida espiritual mais próximo de Deus. Tudo começou com Padre Mauricio, o mesmo veem realizando um belíssimo trabalho de evangelização. Fico feliz de ver que as crianças e os jovens da minha paróquia estão mais atuantes . Tudo isso devemos ao belo trabalho do Pe Mauricio

  • Rosa Maria de Oliveira Silveira Gonçalves
    29/8/2019 - 11:41:51

    Sempre percebi o Marcos nas missas de sábado. É extremamente cuidadoso e o primeiro cuidado que notei foi para com o diácono Celso, certa vez.
    Muito seguro de suas ações e zeloso com as coisas de Deus. Deus o proteja e abençoe sempre mais.

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS











    Newsletter