Evangelização

Tia Lolita: criadora do Hallel de Franca e exemplo de fé no Pai Eterno

Aos 85 anos, ela busca manter Jesus vivo no meio da juventude por meio da música católica

Guiada pelo Espírito Santo, Maria Theodora Lemos Silveira, 85 anos, mais conhecida como tia Lolita, dedica sua vida à evangelização. Desde cedo e com muito empenho, ela busca trazer Jesus vivo no meio da juventude. “Eu tenho contato desde quando a renovação carismática na Diocese de Franca completou dez anos. Eu sempre trabalhei com música porque meus filhos são músicos. Tenho cinco. Nós estávamos em uma reunião com dois jovens e tivemos uma ideia, uma visualização de muitos jovens curtindo música, mas música com sentido de vida, amor, paz, união. Foi aí que nasceu o Hallel”, lembra Tia Lolita.

Ela conta que jamais imaginou que tomaria tamanha proporção: “Fizemos para ser um ano só, mas, graças a Deus, deu tão certo, que estamos fazendo a edição 32”. Inspirada pelo Pai Eterno, ela começou seu projeto com apoio da família. O filho Marcelo Lemos Silveira fala sobre sua admiração pela mãe: “Para todo mundo ela é a Tia Lolita e eu sou o maior admirador dela, que é uma sonhadora e muito crente, tem Jesus na vida dela durante todo o tempo que a conheci. Aprendi muito com ela. Ela sempre atraiu muitos jovens, sempre apoiou e coordenava grupos”.

Anderson Lima é da equipe litúrgica do Hallel e, entre tantos outros que trabalham no evento, é outro admirador da Tia Lolita. “Falar da Tia Lolita é tão difícil porque ela é uma pessoa tão maravilhosa. Nós do Hallel temos um amor tão grande por ela porque ela nos trata com muito carinho, amor, como se fossemos filhos dela. Tanto que ela é chama de tia por todos e ela é realmente tia de todos e, em alguns casos, é mãe. No meu caso e da minha esposa, Fernanda, que estamos Hallel há 18 anos, temos ela como uma mãe mesmo, e até vó dos nossos filhos”, comenta.

Segundo Anderson, o Hallel preocupa com todas as idades, mas em especial o jovem. “É quem realmente precisa mais de Deus, e que é o futuro da nossa sociedade”, completou. Para ele, a simplicidade com que Tia Lolita leva tudo é o segredo para tanto sucesso para tantas pessoas convertidas.

E são varias as lembranças dos anos de convivência com a grande cristã. Co fundadora do Hallel, Elisabete Comparini Arcolino, tem muitas histórias para contar sobre a parceria das duas. “Eu me lembro quando éramos da Renovação Carismática, ai veio para o Brasil a Evangelização 2000 e eu já estava com ela, ela já tinha me elegido com sua filha do coração. Aí nós tivemos a abertura do projeto aqui e Franca ficou como centro juvenil. Foi aí que começou a nascer toda essa obra e nós fomos até Brasília.  Lá, há mais de 30 anos, tivemos uma experiência e pela primeira vez ela me colocou em um palco para eu falar a mais de  40 mil pessoas. E eu era jovem, muito insegura, e ela me disse: Filha, vai que Espírito Santo está com você’. Foi uma experiência de pregação e, hoje, eu faço sem o menor problema. Mas naquele momento eu vi o quanto a Tia Lolita confiava em mim e eu sinto que existe confiança até hoje”, conta.

Acolher a vontade de Deus com alegria é dar um grande passo na fé e foi isso que tia Lolita fez. Uma senhora simples que por traz de toda fragilidade possui uma força de se admirar. Força essa que vem de cima, de Jesus Cristo. Assim, ela criou o Hallel e, hoje, com seu projeto evangeliza milhares de pessoas não só no Brasil, mas também fora do País. “A gente vê um monte de padres aqui, que vem até de outro país e eles nem acreditam que isso existe. Eles querem levar o Hallel para fora do Brasil”, ressalta o filho de Tia Lolita.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • lucila Peres Jordão
    13/9/2019 - 22:18:45

    Pessoa admirável esta Tia Lolita!!!!!Que exemplo de coragem, de fé e de amor.O Pai Eterno a abençoe!

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS











    Newsletter