Igreja no Mundo

Sínodo Pan-Amazônia discute soluções para os problemas sociais e da Igreja

A redação final será entregue ao Papa, que fica responsável pela publicação, na forma de Exortação Apostólica Pós-sinodal

Começou no último domingo, 6, o Sínodo dos Bispos 2019 com o tema regional: ‘Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral’.  A abertura dos trabalhos se deu com oração, música e procissão. Os participantes do Sínodo se reuniram na Basílica Vaticana onde fizeram orações ouviram cantos, e seguiram em procissão ao lado do Papa Francisco.

O Sínodo é uma reunião do episcopado da Igreja Católica com o Papa para discutir assuntos de interesse público com solução que auxiliam o Santo Padre a encontrar soluções para os problemas da sociedade. “Esse Sínodo é uma convocação do Papa que pode acontecer em Roma ou até mesmo uma Diocese pode convocar o Sínodo. Ele quer dizer caminhar juntos, com propostas das bases e isso se transforma em documento.”, explica a assessora da Comissão Episcopal para Amazônia, Ir. Maria Irene Lopes dos Santos.

Quem escolhe o tema a ser discutido no sínodo é o Papa, mas antes existe um grande processo de estudo e auxílio. Após todo esse processo são convocadas assembleias, ordinárias ou extraordinárias, para tratar de questões referentes diretamente ao bem da Igreja universal. Além disso, podem surgir assembleias especiais, aquelas realizadas nos continentes.

“Esse sínodo foi convocado pelo Papa em 2017 e vem trabalhar mais oito países, principalmente para ver o que vai melhorar para igreja da Amazônia”, diz a assessora da Comissão Episcopal, que reforça ainda que o Santo Padre vai colocar a Pan-Amazônia no centro das atenções. “A Amazônia, agora, é o foco para a Igreja mundial e a preocupação do Papa vem de muito tempo. É muito importante que se pense como melhorar esse espaço de evangelização, como podemos trabalhar tudo isso. Papa quer que esse sínodo possa tratar novos caminhos para a igreja”, destaca Ir. Maria Irene Lopes dos Santos.

Ao todo, são 250 bispos de nove países que debatem o tema e buscam soluções para mudar a triste realidade do lugar. Afinal, um sínodo para a Amazônia têm grande relevância para a sociedade. Cada fase desse processo se desenvolve em um clima de comunhão e amor e é preciso de oração para que soluções sejam tomadas em prol de todo o povo.

Se não cuidarmos dessa realidade do nosso planeta, vamos viver dificuldades”, diz a assessora da comissão. Gostaria de pedir que o Brasil inteiro possa estar em oração, o papa pede, vamos pedir os padres sinodais possam dar o melhor resultado do sínodo”, reforça.

O Sínodo deve chegar ao fim em 27 de setembro. Assim, os bispos publicam um documento que orienta a Igreja como seguir dali em diante. A redação final será entregue ao Santo Padre, o Papa Francisco que fica responsável pela publicação, na forma de Exortação Apostólica Pós-sinodal.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • Joana Darch Lima de Souza
    9/10/2019 - 22:54:52

    Louvo em agradecimento ao nosso Deus Pai Criador, ao Deus filho redentor Jesus e ao Espírito Santo que guia nossa mãe Igreja para que vivamos em plena alegria universal de irmãos e irmãs em defesa da VIDA!

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS











    Newsletter