Igreja no Mundo

Goiânia (GO) recebe Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima

Centenas de devotos estiveram no Santuário Sagrada Família em momentos marcados por emoção e louvor

Em meio a muita emoção a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima foi recebida no Aeroporto de Goiânia (GO). Em uma viatura do Corpo de Bombeiros a Santa seguiu em procissão até o Santuário Sagrada Família, na Vila Canaã, para que os fiéis pudessem realizar suas orações e louvar a Mãe do Céu por todas as graças recebidas.

“O Santuário Sagrada Família foi escolhido exatamente pela dedicação que ele tem, por ser o Santuário dedicado às famílias. E como Nossa Senhora é a mãe das famílias, pois foi por meio da família de Nazaré que Jesus veio ao mundo. Então, Jesus veio com esse papel definido pelo Pai, para santificar as famílias. Todas as aparições de Nossa Senhora se centram na família, que é a base da sociedade, do mundo ao combate ao mal”, afirmou Pe. Erasmo da Silva Santos, diocesano.

A chegada ao Santuário reuniu centenas de devotos. Teve gente que chegou bem cedo para garantir um lugar pertinho de Nossa Senhora de Fátima para a primeira celebração do dia. “Cheguei cedo para receber a mãezinha que está aqui. Vim para garantir meu lugar, para vê-la bem nitidamente, de pertinho”, disse a funcionária pública aposentada, Jandira Abadia Nedino.

Símbolo de esperança e consolo, a Imagem vem diretamente do Santuário de Fátima, em Portugal. Local que muitos devotos já tiveram a oportunidade de ir, como é o caso da professora aposentada Neusa Martins Arruda. “Para mim, hoje é um segundo sonho, pois em 2017 eu estive em Fátima em excursão com o Pe. Alessandro Campos. Foi um espetáculo, um presente. É inexplicável a emoção que sentimos lá durante o terço, as visitações.  Hoje eu estou muito emocionada em recebê-la aqui em Goiânia”, lembrou.

Este ano a Imagem Peregrina já passou pela Europa, África, América do Norte e América do Sul. Goiânia não estava no roteiro, mas foi agraciada. O presente dado aos devotos marianos significou muito. “Primeiramente para nós é uma grata surpresa, um carinho de Deus para nós de Goiânia. Sobretudo as coincidências que a gente chama de providência. Esta é a semana mariana. O mês de outubro é o mês do Rosário, é também o Mês Missionário. Então, é todo especial. Também temos o dia de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil. A visita de Nossa Senhora de Fátima é um presente, um carinho, um mimo de Deus para Goiânia”, comentou Pe. Vitor Simão dos Santos Freitas, diocesano.

Por onde ela passa, há relatos emocionantes de graças alcançadas, além de ser um momento de renovação da fé da comunidade cristã. Sentimentos que em palavras é mais difícil descrever, mas no rosto de cada um a expressão por tamanha gratidão. “Muito emocionante! Sentimento muito profundo. Estou muito alegre. Esta é a primeira vez que eu fico na frente na frente de Nossa Senhora de Fátima. Eu nem viria aqui hoje, mas Fátima me trouxe, eu sei disso. Sou muito devoto a ela”, declarou o aposentado Olídio Biasom.

A primeira Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima foi feita por indicações da Irmã Lúcia, oferecida pelo bispo de Leiria e coroada solenemente pelo arcebispo de Évora, em 13 de maio de 1947. A partir dessa data ela percorreu o mundo inteiro para levar paz e amor, até ser colocada em exposição na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, no país europeu.  Mas os pedidos não pararam e por isso foram feitas 13 réplicas da primeira Imagem para que, assim, as peregrinações continuassem. “Os devotos e filhos do Pai Eterno estão sempre acostumados a receber o Divino Pai Eterno na sua cidade, em suas casas, na sua comunidade e sempre nos acompanhando pela TV Pai Eterno. Hoje, nós, o povo da terra do Divino Pai Eterno, fomos agraciados por receber a nossa mãe, Nossa Senhora de Fátima”, ressaltou Pe. Rodrigo de Castro Ferreira, reitor do Santuário Sagrada Família.

Os elementos que compõe a imagem trazem as mais significativas representações de Maria. “Na Imagem de Nossa Senhora tem a coroa, que nos chama muita atenção, que tem a bala, que o nosso Papa das famílias, São João Paulo II, foi alvejado na Praça São Pedro, quando ele alcança a graça, nesse projétil tinha também o veneno que era realmente para destruí-lo e Nossa Senhora vem ao encontro dele e ele coloca na coroa dela. E Nossa Senhora nos ensina a rezar”, completou o reitor.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS











Newsletter