Notícias

“Trabalho voluntário deve dar continuidade ao que Jesus ensinou”

No Dia Internacional do Voluntariado conheça a história de Jardel de Castro que doa seu tempo para auxiliar diversas pessoas

Neste dia 5 de dezembro é comemorado o Dia Internacional do Voluntariado, uma função que tem como único pré-requisito o desejo de ajudar. No Brasil existem diversas instituições que se dedicam ao trabalho voluntário priorizando áreas como o auxílio a pessoas em situação de rua, arrecadação de alimentos, itens de limpeza e utilidades para hospitais, creches, asilos; preservação da natureza, proteção dos animais, tratamento para dependentes químicos entre outros.

O Jardel de Castro trabalha como tecnólogo em Saneamento Ambiental, mas desde a infância reserva um tempinho para ajudar o próximo. “Desde a infância, sempre participei de ações solidárias, motivado pela minha mãe, quando morávamos em Correntina (BA). Mas não era vinculado a nenhum grupo, apenas ajudava nas ações que ela mesma realizava. Agora, em Goiânia, faço parte do Grupo Doar-Se há 1 ano e 9 meses e da Casa Irmã Dulce há 11 meses”, explica.

Nas duas instituições ele realiza trabalhos voltados para a atenção humanitária. “Pelo Doar-Se, me dedico à valorização pela vida, com diferentes temáticas e em diferentes ambientes: comunidades carentes, creches, centros de reabilitação e recuperação, abrigos para idosos e os chamados “Gritos de Socorro”, onde atendemos famílias em situações emergenciais. Já na Casa Irmã Dulce, atendemos pessoas em situação de rua”, pontua.

Motivação

Jardel foi incentivado pelo exemplo da mãe para ajudar os mais necessitados, mas hoje sua motivação vai mais além. “Acredito que todos temos uma missão aqui na Terra. Por muitas vezes, pessoas de diferentes religiões me ajudaram e isso me chamou atenção, despertando em mim um sentimento de gratidão e vontade de também fazer a diferença na vida de alguém. Fazer o bem é uma missão de todos, não importa a crença, condição financeira, situação social e muito menos formação”, destaca.

Para ele, apesar do trabalho ser, como a própria palavra diz: voluntário, as pessoas que se propõem a fazê-lo devem ter dedicação e muito compromisso. “O trabalho voluntário exige responsabilidade, deve ser feito com seriedade, não por status ou para chamar a atenção das pessoas, mas sim para se colocar no lugar das pessoas e dar continuidade ao que Jesus nos deixou como ensinamento”, afirma.

Aprendizado

Ao longo desses dois anos se dedicando a duas instituições de caridade, Jardel já tem muitas histórias emocionantes para contar. Todas elas envolvem gratidão e aprendizado, para ele uma das mais marcantes foi o encontro com um senhor que lhe fez uma pergunta inusitada. “Eu encontrei um senhor em situação de rua, fizemos uma oração, entreguei a sua marmita e ele me chamou no canto e perguntou: ‘Por que nunca devemos deixar de sonhar?’. Antes mesmo da minha resposta, ele pediu para que eu refletisse e deixasse para respondê-lo em outro dia. Depois de um mês, exatamente na véspera do meu aniversário, eu o reencontrei. No dia, já tinha acabado a comida, refrigerante, doces, pães, não tive como entregar nada a ele, além de um abraço. Ele me chamou no canto e me perguntou: “E aí, já sabe a resposta?”. Confesso que carreguei comigo a responsabilidade de não decepcioná-lo, de responder da melhor forma possível. Mas, não consegui. Qualquer coisa que eu falasse naquela situação, iria parecer hipocrisia. Pedi desculpas e fiquei muito abalado. Então ele falou: ‘Não precisa pedir desculpas, mesmo que estou com fome, hoje estou alimentando o meu coração. E eu tenho a resposta, quero que você escute: sonhos devem ser realizados. Mesmo que tudo esteja difícil, mesmo que pareça não ter sentido, devemos lutar e realizar!’. Nunca me esquecerei desse momento”, relembra.

O ano já está chegando ao fim, então que tal incluir nas suas metas e projetos ser voluntário e também fazer a diferença na vida de uma pessoa? Escolha uma causa que comova seu coração e se dedique a ela como Jesus nos ensina. Nas Obras Sociais Redentoristas, por exemplo, há voluntários e padrinhos que permitem que os centros sociais e outras instituições parceiras possam dar continuidade ao lindo trabalho social na comunidade.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store