Notícias

Natal das Obras Sociais reúne toda a família

Os assistidos cantaram, brincaram e celebraram o nascimento de Jesus

Era bem cedinho quando as crianças começaram a chegar.// A grande festa começou com muita música e dança. A festa de Natal reuniu os assistidos de todas as Obras Sociais Redentoristas. Crianças, adultos, idosos, ninguém quis ficar de fora.

A Gislene Mendes veio trazer a afilhada Emile, que tem 4 anos. “Todo ano é uma festa maravilhosa e eu gosto de trazer para ela se divertir, pois o dia todo eles têm atividades”, conta.

A festa foi preparada para 3 mil pessoas. Neste ano são 130 voluntários trabalhando para fazer tudo dar certo. “O Natal das Obras Sociais Redentoristas começa com seis meses de antecedência, nós fazemos campanhas para receber doações, encontrar voluntários para que a gente consiga atender todas as pessoas que vêm na nossa festa com qualidade”, explica Naclayton Sousa, coordenador pedagógico.

Tradição e alegria

Há 15 anos as Obras Sociais Redentoristas reúnem assistidos, familiares e amigos, para celebrar o nascimento de Jesus. As crianças fizeram apresentações de teatro e cantatas de natal. O Otávio Guilherme Ferreira tem 10 anos de idade e é um dos assistidos das obras sociais. Ele não via a hora da festa. “Eu vim me divertir, aqui é muito bom, muitas brincadeiras e muitas apresentações”, disse animado.

Além das apresentações a festa também teve muita confraternização, alegria e várias brincadeiras. Este aqui é um dos lugares preferidos da criançada. Aqui elas tem jogos, piscina de bolinhas e brincadeira que não acaba mais. Tudo foi pensado pra dar uma manhã diferente e divertida pra elas.

Voluntários

Para realizar essa grande festa, as obras sociais contam com o trabalho de muitas pessoas e a colaboração de voluntários que doam seu tempo em prol das crianças. A Daniele Aguiar é voluntária há quatro anos. Ela sempre fica na parte das brincadeiras. Para ela, sair de casa e vir doar seu tempo para estas crianças não é um sacrifício. “É um reflexo do amor de Deus, acredito que doar um pouco do meu tempo para o próximo me renova, alimenta minha fé e amor pelos irmãos. Um sorriso que as crianças nos dão em agradecimento pagam o tempo que estou aqui, sem dúvida”, destaca.

Como em toda festa que se preze, aqui não faltou comida boa. Pipoca e cachorro quente fizeram parte do cardápio. Dona Maria Célia Cerqueira foi uma das voluntárias que ajudaram a preparar essas delícias. Ela mora no Rio de Janeiro e há nove anos faz questão de vir a Trindade (GO) para participar deste trabalho tão bonito. “Ver a fraternidade das pessoas aqui, especialmente com a crianças, me motivaram a vir para cá participar”, explica.

Todo o esforço é válido pra fazer o bem. Dona Maria sabe bem disso, apesar de se doar sem pedir nada em troca ela garante que é a maior beneficiada. “A gente sai daqui renovado em tudo!”, destaca.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store