Evangelização

Dia de Reis: saiba mais sobre a tradição das Folias de Reis

Evangelização e manifestação cultural, a folia representa a viagem dos Reis Magos até Belém para o encontro com o Menino Jesus

A Igreja celebra nesta segunda-feira, 6, o Dia de Reis, data seguida da Festa da Epifania do Senhor, celebrada ontem, 5, e que comemora a manifestação de Jesus Cristo como Messias, o Salvador do mundo. Neste Dia de Reis, a celebração ressalta a tradição cultural e religiosa das Folias de Reis, que expressam e representam a viagem dos Reis Magos ao encontro do Menino Jesus recém-nascido, até Belém. 

Pe. Edmilson Luiz de Almeida, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Jaraguá (GO), fala sobre o significado da tradição. “A Folia reconhece a intercessão dos santos reis, uma tradição seguida por muitos grupos de foliões, que representam os reis magos. Algumas pessoas podem julgar somente como cultura ou tradição antiga, mas temos elementos bíblicos e históricos que relatam. A Bíblia diz que os magos foram coroados aos pés do Menino Jesus, por terem reconhecido a riqueza do Senhor, mesmo em toda a humildade que encontraram quando chegaram a Belém”, ressaltou o padre.

De acordo com o padre, a Festa de Folia também é reconhecida pela grande fartura. “Os reis foram guiados pela Estrela, foram por um caminho e voltaram por outro. Geralmente os grupos, hoje, giram durante o dia e tem pouso para café da manhã, almoço e são sempre de comida muita farta. São muitas latas de doces, grandes festas que todos das regiões se envolvem.Onde tem os Reis do Oriente não tem miséria. Nunca falta comida numa mesa de Folia de Reis”.

Cada região tem sua realidade cultural. Existe uma variação muito grande conforme cada local, mas sempre folia é sinal de festa, fartura, oração e união. “Folia é evangelização. Quando a igreja não chegava, quem fazia o povo lembrar que era tempo de reza, Natal, era a Folia. Até hoje isso ainda acontece. As folias reúnem as pessoas para oração, onde ela passa sustenta a fé do povo e na realidade rural ainda é assim, às vezes aonde a Igreja não chega a folia chega.”, afirma o Pe. Edmilson.

Divino Mariano da Silva é coordenador do Grupo de Folia Dy Mariano e os Monarcas do Oriente, da Vila Residencial Sonho Dourado, em Goiânia. Para ele, Folia de Reis é a evangelização cantada. “Nosso grupo tem mais de 15 pessoas e é formado por família e amigos. No meu caso, foi uma tradição passada de pai para filho. Começou com meu bisavô, passou para o meu avô e hoje está no grupo, eu, meu pai e meu tio. Folia envolve muito sentimento, é amor, é devoção, fé, o que nos mantém firmes na tradição. E nós sentimos a emoção que conseguimos passar para quem participa. As pessoas se emocionam e é muito bom ver e sentir a presença do Espírito Santo”.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store