Notícias

Janeiro Branco: foco na saúde mental

Vila São Cottolengo, em Trindade (GO), trabalha desenvolvimento psicológico de pacientes. Confira!

Você já ouviu falar sobre o Janeiro Branco? O primeiro mês do ano é dedicado à conscientização dos cuidados com a saúde mental. A campanha foi criada por psicólogos brasileiros, com a intenção de abrir possibilidades para tratamentos emocionais e mentais.

A Larice Gonçalves dos Reis é uma das profissionais da área da saúde mental que trabalha junto aos internos da Vila São Cottolengo, em Trindade (GO). O objetivo de toda a equipe por lá é promover qualidade de vida aos irmãos mais necessitados. Ela explica que isso pode ser feito de várias maneiras. “Nesta perspectiva observamos que em um contexto geral essa qualidade é uma condição ampla. Então, é importante levar essa conscientização para a população. A questão é: O que você faz para melhorar a sua qualidade de vida?”, ressalta.

A psicóloga destaca que os tratamentos acontecem conforme a faixa etária: “Com a criança trabalhamos a questão da aquisição de habilidades. Trabalhamos estimulação cognitiva e sensorial para o melhor funcionamento em sua vida diária. Com o idoso e o adulto procuramos trabalhar para que mantenham o que eles já têm e em que podem melhorar. Então, traçamos atendimento com esse foco, com este objetivo”.

A Vila São Cottolengo tem uma história de 60 anos transformando vidas. E entre os 335 pacientes, um deles é o Diogo Ferreira Franklin, que recebe um acompanhamento psicológico diário, e por isso evoluiu bastante desde que chegou aqui. Ele conta como chegou a Vila e de que fora evoluiu com os tratamentos: “Quando eu cheguei aqui, eu era pequeno, ficava no carrinho de bebê, não conseguia andar, eu fazia fisioterapia. Teve também a fonoaudiologia que teve o maior trabalho comigo”, lembra.

A Vila é reconhecida como o “Santuário do Irmão” e muitos fiéis quando visitam Trindade fazem questão de visitar os moradores pacientes. E isso faz muito bem para o psicológico de todos eles. Outro ponto que trabalha diretamente com a saúde da cabeça são as atividades, a equoterapia é uma das preferidas, inclusive do Diogo. “Ele é paciente que chegou para nós criança. Quando ele era criança trabalhávamos sua habilidade social, ele, então, desenvolveu uma capacidade de se comunicar. Vemos que em longo prazo essa qualidade está, de fato, funcionando na instituição”, afirma a Larice.

A Aparecida Gonçalves também é paciente na Vila. Ela veio do Rio de Janeiro e foi acolhida com todo carinho. Adora fazer crochê e assistir a TV Pai Eterno, e também faz acompanhamento psicológico e já conseguiu transformar o seu corpo e a sua autoestima. “Eu já não estava gostando mais de mim, me olhava no espelho e não me sentia bem. Queria uma roupa bonita e nada servia. Eu me sentia uma pessoa muito triste, mas agora estou melhor, eu me sinto mais expressiva, ajudo o padre na missa, faço tapete de lã, de cordão”, conta.

Que o Janeiro Branco e esses belos exemplos de superação possam nos incentivar a buscar um equilibro entre corpo e mente. Se conseguirmos encontrar esse ponto poderemos ter uma vida mais leve e feliz. Pois assim como diz o slogan da campanha: Quem cuida de mente, cuida da vida. “Vamos olhar para nós como um ser integral e na integralidade a qualidade de vida não é só alimentação ou atividade física, é pensar enquanto ser humano, pensar no todo, tudo isso fará com que nosso organismo produza substâncias ativadoras do sistema nervoso central, que promove o bem-estar físico e mental”, conclui a psicóloga Larice.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store