Evangelização

Santa Inês, rogai por nós!

Hoje é dia de Santa Inês. Na data, tradicionalmente, o Papa Francisco realiza a Bênção dos Cordeiros. Confira sobre a história da santa e desta tradição

Hoje, 21 de janeiro, a Igreja Católica celebra o dia de Santa Inês, conhecida por sua pureza e determinação no amor a Jesus Cristo. Nas imagens, a santa é representada com um cordeiro nos braços, um dos símbolos de Jesus, O Cordeiro de Deus. Além disso, o nome Inês vem do latim Agnus, que quer dizer, cordeiro. 

Tradicionalmente, é nesta data que o Papa Francisco realiza a Bênção dos Cordeiros. Na cerimônia, os padres da Basílica de Santa Inês, na Itália, levam dois cordeiros para o Santo Padre abençoar. Depois os animais são tosquiados e a lã é levada para fazer os pálios, que integram vestimentas litúrgicas, entregues aos arcebispos recém-ordenados. Os pálios são dados aos novos arcebispos sempre no dia 29 de junho, que é o dia da Solenidade de São Pedro e São Paulo. O gesto, cheio de simbologia, representa o pastoreio de Cristo em nossa Igreja através de nossas autoridades eclesiais. 

Santa Inês viveu no século quarto e aos 13 anos de idade foi martirizada por defender com vigor sua castidade e sua consagração a Deus.  Ela era de uma família muito nobre de Roma e tinha duas características que chamavam a atenção dos rapazes da época: sua beleza e sua riqueza. Ela recebeu muitas propostas de casamento e recusou todas, expondo que já estava comprometida com Cristo. Foi então que aqueles moços, indignados com a decisão de Inês, acusaram-na de ser cristã, em uma época em que os cristãos eram perseguidos.

Ela foi presa, julgada e condenada a vários castigos. Levaram-na a um prostíbulo, mas anjos e sinais celestes a protegem daqueles que queriam violentá-la. Então, ela foi colocada viva em uma fogueira e, mais uma vez, ela foi protegida das chamas, que não a queimaram. Finalmente, a jovem foi decapitada no dia 21 de janeiro do ano 304. Mais tarde, reconhecida, Constantina, a filha do imperador Constantino, edificou uma basílica dedicada a ela na Via Nomentana, na Itália, e sua festa começou a ser celebrada em meados do século IV.

Vamos, juntos, fazer uma oração a Santa Inês. 

Ó dulcíssimo Senhor Jesus Cristo, fonte de todas as virtudes, amigo das almas virginais, vencedor fortíssimo das ciladas dos poderosos, severíssimo extirpador de todos os vícios, lançai propício vosso olhar para a minha fraqueza, e pela intercessão de Vossa Santíssima Mãe, a Virgem Maria e de Santa Inês, concedei o auxílio de vossa divina graça. 

Amém!

Santa Inês, rogai por nós!

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store