Notícias

Igreja de Sant’Ana: onde Pe. Pio viveu momentos importantes de sua vida cristã

O lugar mais importante nos primeiros passos para a santidade de vida do santo de Pietrelcina

O bairro “Castello” é como o autêntico “baú do tesouro” das experiências da jornada espiritual de padre Pio. Era o antigo centro de Pietrelcina, onde se passou grande parte da história do santo: seu nascimento, batismo, confirmação, vida eucarística, êxtase e visões. No ponto mais alto do bairro está a Igreja de Sant’Ana, do século XIII.O lugar é uma joia de simplicidade e espiritualidade.

A uma pequena caminhada de alguns passos de sua casa e Pe. Pio alcançava a Igreja de Sant’Ana, onde foi batizado e onde participava frequentemente dos ritos da Santa Missa. Era no local, diante do sacrário, que Pe. Pio passava horas rezando e meditando a Paixão de Jesus Cristo.  A igrejinha de duas naves recebeu o nome de Santo Ângelo e Santa Maria, foi sede da paróquia local até 4 de fevereiro de 1843, quando um decreto pontifício transferiu o título para a atual Igreja Matriz. Para se chegar à Sant’Ana, o visitante passa por becos e vielas de pedras, bem próximo ao endereço da família de Pe. Pio.

As paredes atuais foram erguidas após o terremoto de 1688. A austeridade vista por fora é marca singular do interior do pequeno templo. Atrás do altar central, o fiel pode contemplar uma tela do século XVII, representando Nossa Senhora de Loreto. Na nave menor, à direita de quem entra, existem pequenos nichos com estátuas do século XVIII, de algumas devoções locais.

À esquerda de quem entra na Igreja existe um afresco que retrata o Batismo de Jesus. É a referência que marca o lugar da pia batismal, feita em pedra com tampa de madeira. No local, em 26 de maio de 1887, o pequeno Francesco Forgione recebeu o Sacramento do Batismo. Também foi lá, junto ao altar mor, que padre Pio fez a Primeira Comunhão, em 27 de setembro de 1899. Aos doze anos, também nesta Igreja, Padre Pio recebeu o Sacramento da Confirmação, administrado pelo Arcebispo de Benevento.

Na Igreja Sant’Ana padre Pio celebrou a Santa Missa e confessou o povo simples de Pietrelcina. No lugar, teve inúmeras experiências místicas, como as aparições de Maria e do seu Anjo da Guarda; e os momentos de intimidade com o Jesus sacramentado. Motivos de sobra que fazem de Sant’Ana o lugar mais importante nos primeiros passos para a santidade de vida de São Pio de Pietrelcina. 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store