Andamento

A obra do Novo Santuário continua

Nova diretoria da Afipe promete continuar com as forças que restam e contar com a volta da ajuda dos associados

 

A construção do Novo Santuário de Trindade passou por recentes bombardeios realizados pela mídia nacional. Houve acusações diretas de que seria uma obra abandonada e de que não se concluiu dentro do prazo certo por conta de investimentos em outros campos que seriam alheios às finalidades da Afipe. A imagem das colunas da construção rodou as principais emissoras de TV do País de maneira que é preciso fazer voltar à verdade das coisas e manifestar um profundo repúdio ao que foi anunciado em tons de sensacionalismo e de denúncia. Em vista de tudo disso, convém relembrar:

MEGA CONSTRUÇÃO

Muitas pessoas talvez não façam ideia do que é lidar com um empreendimento desse porte. A área onde se encontra a construção é formada por 15 alqueires goianos, ou seja, quase 20 vezes maior do que a área do atual Santuário Basílica. No espaço interno do Novo Santuário, será possível acolher até 13 mil pessoas e na praça anexa, que faz parte da estrutura complexa da construção que representa toda a estrutura do complexo da obra deve receber cerca de 300 mil pessoas. As obras foram iniciadas, concretamente, em abril de 2012 com previsão inicial para se encerrarem em 2022. Durante bastante tempo, eram mais de cem trabalhadores atuando dez horas por dia durante a semana inteira. Este ritmo mudou várias vezes no correr desses anos tanto por causa da execução dos outros projetos importantes da Afipe como por dificuldades financeiras.

O Novo Santuário terá uma cúpula de 94 metros de altura. Uma expressão de grandeza que significa muito trabalho na estrutura. O lugar onde serão colocados os 73 sinos, o campanário, terá 110 metros de altura. Além disso, o complexo religioso vai contar com 30 cabines individuais para confissão, salas de preparação, capela de apoio para 500 pessoas, cripta com o medalhão do Divino Pai Eterno, rampas de acesso, museu, sala dos milagres, auditório, espaço para queima de velas e lojas. Além disso, conforme a imprensa noticiou no correr desses anos de construção, a obra vai contar com sanitários, espaço de acolhida e convivência para os fiéis e romeiros, rampas laterais, escadas, quatro elevadores, escadas e rampas rolantes, estacionamento para 30 mil carros, 4 mil ônibus e espaço para os carros de boi.

FASES DA CONSTRUÇÃO

Qualquer pessoa pode fazer uma rápida pesquisa na internet e verificar que, de forma transparente, a Afipe sempre deu satisfação do que estava sendo realizado na construção. O Jornal Opção publicou em 11 de fevereiro de 2017: “Depois de concluídas as construções da fundação da obra, com caixa do meio, subsolo, área externa e os pilares e estacas, a próxima etapa passa a ser a de levantamento de vigas e lajes, de supraestrutura e as partes menores da edificação”.

Em julho deste ano, o portal Pai Eterno, que sempre prestou contas do andamento das obras, noticiava: “Tudo está caminhando em acordo com as regras para prevenção ao novo coronavírus. Na obra, neste momento, estão sendo construídos os braços da estrutura da igreja, que será em forma de cruz. Um deles, o braço direito, já está com 20 metros de altura. O esquerdo chegou à altura de 15 metros. O braço direito da cruz, que se chama setor A, está bem adiantado”.

Um dos engenheiros responsáveis, Marcos Vinícius Martins Rezende fez um balanço e foi publicado pelo Portal: “Fizemos as fundações, os pilares que sustentam o mezanino, que fica a cinco metros do chão. Então, executamos também os pilares que chegam à laje da praça superior, a 10 metros de altura. É neste espaço onde será a igreja propriamente dita, isto é, onde ficarão os bancos para os devotos participarem das celebrações. Depois, subimos mais os pilares, chegando à altura de 20 metros, e executamos as vigas de travamento das alvenarias, que é o ‘esqueleto’ que vai dar forma às paredes da igreja. Executamos mais pilares, e agora estamos na fase de concretagem das vigas destes pilares”.

O relatório continua: “No setor F, que é o braço esquerdo da cruz, a obra também avança. Atualmente, os operários estão concluindo a laje que fica a 10 metros de altura, completando simetricamente, o outro lado de onde irá nascer a igreja, ou seja, o espaço onde ficarão os devotos. Já erguemos também mais pilares com mais cinco metros, chegando a marca de 15 metros de altura, que vão dar forma às paredes. Hoje, estamos concretando o trecho final da laje superior do lado esquerdo da cruz”.

CONCLUSÃO E APELO

Portanto, a obra continua. Naturalmente, a queda colossal de doações deve forçosamente mudar o ritmo dos trabalhos. Sem recursos, não será possível seguir do mesmo modo, mas a nova diretoria promete continuar com as forças que restam e contar com a volta da ajuda dos associados, bem como com novas adesões de devotos do Pai Eterno.

 

 

 

 

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno