Comunidade

Congregação da Copiosa Redenção tem novo governo

Durante o Capítulo, de forma representativa, foram escolhidas a Madre Geral, as conselheiras e uma vigária geral

Foi realizado neste mês de outubro o Capítulo Geral da Congregação da Copiosa Redenção, um momento de graça e de efusão do Espírito Santo, que reúne as representantes de cada comunidade religiosa. “O Capítulo é composto pelas irmãs capitulares. Elas são as superioras das comunidades, as formadoras e as conselheiras. Essas são irmãs que já vão para o capítulo sem precisar de uma delegação. Dentro das nossas comunidades é eleita uma delegada, uma das irmãs. Aqui em Goiás, como superiora da comunidade, já tenho o direito pelo meu ofício que exerço. Então, as outras seis irmãs elegem uma irmã para representar a comunidade”, afirma Ir. Claudete Ferreira Mendes, superiora das Irmãs da Copiosa Redenção.

O Capítulo tem como finalidade vivenciar a espiritualidade e fazer com que os membros de cada comunidade possam refletir e discernir para orientar as outras irmãs que vivem do Carisma da Congregação. Além disso, é também momento de eleger um novo governo. “Depois de todo momento de oração e reflexão no nosso Capítulo, tivemos dois dias de formação. Um dia foi com o Pe. Luiz César, que também é da Copiosa Redenção, que falou pra nós sobre o nosso Carisma, que tudo começa em Jesus Cristo e tudo é por Jesus Cristo, para Ele. Então, a doxologia do nosso carisma, Cristo como o centro de nossas vidas. Então, é por isso que estamos reunidas no Capitulo porque queremos escolher uma irmã que nos conduza como o próprio Cristo nos conduz”, completa Ir. Claudete.

E, ainda segundo a irmã, existe todo um processo para que o nome da representante seja eleito. “Vem uma lista das irmãs que podem ser eleitas dentro da Congregação e dessas nós fazemos alguns capítulos que chamamos de prévia e daí saem cinco nomes, e deles escolhemos um. Neste espírito de muita oração, elegemos a Madre, que foi eleita a Ir. Tânia, e nós cremos unicamente que ela nos conduzirá a Deus“, ressalta a superiora.

Após elegerem a Madre Geral, são escolhidas as conselheiras. Por fim, uma se torna vigária geral. Isso mostra que o Capítulo é uma assembleia representativa. Para a Madre Tânia Azevedo de Santana, eleita, essa nova missão vai ser um desafio que ela recebe com muito carinho. “Acho que é um chamado de Deus na minha vida neste tempo. Claro que existem muitos medos, insegurança internamente, mas assim como no dia a dia que saio da minha casa para assumir a vida consagrada, a minha vocação, eu escolhi tudo aquilo que Deus ia colocar no meu caminho ao longo da minha vida. Para mim, e mais uma missão onde Deus me chama para que ele possa ser exaltado em todos os momentos porque Ele está no centro da minha vida. Então eu acolho. Eu não gostaria se fosse para eu escolher, mas eu me uno a vontade de Deus neste tempo, que é expressada pela eleição através das minhas irmãs“, declara.

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno