Dúvidas

Dúvidas sobre a língua portuguesa

TV Pai Eterno ajuda a esclarecer dúvidas da língua portuguesa com um quadro especial

Na língua portuguesa, nem tudo se pronuncia como se lê ou se escreve como se pronuncia. Além disso, palavras com a ortografia parecida podem ter significados bem diferentes. Tudo isso traz diversas dúvidas para o uso correto das palavras e expressões tanto na hora de falar, quanto na hora de escrever.

Por isso, com o objetivo de esclarecer os principais questionamentos e prestar um serviço cultural às pessoas, o Programa Pai Eterno diariamente tem como um de seus quadros diários o Língua Portuguesa que esclarece essas dúvidas e dá dicas importantes para o uso correto do português.

O quadro Língua Portuguesa convida professores a esclarecer dúvidas e dar dicas importantes para o uso correto. O professor de Língua Portuguesa Roque Toscano, esclareceu algumas dessas dúvidas e um destaque dele foi que a palavra “Menas”, que costuma ser muito utilizada, não existe no vocabulário da língua portuguesa. “A língua portuguesa tem algumas dificuldades. Não existe ‘menas’. Só existe ‘menos’ e essa expressão é invariável. Você nunca vai dizer ‘menas’, sempre ‘menos’. Se usa ‘menos’ em qualquer circunstância”, explica.

Outra dificuldade esclarecida pelo professor foi o uso de Haver” e “a ver”. Segundo ele, elas se aplicam de formas diferentes dependendo da frase. “Quando você quer dizer ‘a ver’ no sentido do verbo ‘ver’, ele vem com a preposição. Portanto ‘a ver’. Agora, quando você quer usar no sentido do verbo ‘existir’, ele é com ‘H’ e junto, ‘haver’”, esclarece.

O “Mau” com “U” e “Mal” com “L” também deixam dúvidas na hora de escrever. Apesar de se pronunciar igual, na hora de colocar no papel, elas têm sentidos diferentes. Para isso, o professor Roque ensina que a palavra “mau” com “U” é um adjetivo. “Ela traz a ideia do oposto de ‘bom’, é quando quer dizer que tem algo errado, ruim como, por exemplo: ‘Essa menina é má’”, esclarece. Já a palavra “mal” com “L”, segundo o professor, equivale ao oposto de bem. “Pode ser classificado como advérbio, quando significa ‘incorretamente’”, diz.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno