Ajudar o próximo

CNBB e Cáritas Brasileira se unem em favor dos irmãos moçambicanos

Uma campanha foi criada para ajudar a população do Moçambique que sofre há três anos com a guerra que assola a região

Para sensibilizar a sociedade brasileira a abrir os olhos e o coração ao sofrimento dos irmãos moçambicanos, a Cáritas Brasileira e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, lançaram recentemente a campanha “SOS Moçambique: Cabo Delgado quer paz”. A articulação em rede tem como foco principal dar dignidade às famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social naquele local.

Dom Luiz Fernando Lisboa é brasileiro e reside em Moçambique há 20 anos. Ele conhece bem a realidade da população local que deixa suas aldeias em busca de abrigo. A guerra na província de Cabo Delgado, no país africano, dura três anos e diante dessa realidade, milhares de famílias sofrem na procura por comida e paz. Mulheres, homens, crianças e idosos percorrem longas distâncias a pé e em barcos, para chegar onde possam encontrar apoio.

“Nós temos vivido, nos últimos anos, uma guerra que tem causado muito transtorno pra população. Já tivemos mais de 2 mil mortos e temos neste momento mais de meio milhão de deslocados, mais de 500 mil deslocados. Tivemos uma destruição geral. Nossa preocupação é atender a população que precisa de comida, abrigo, material para praticar lavoura. Temos que ir ao encontro ajudar naquilo que elas mais precisam. Precisamos muito de oração e de ajuda”, diz.

Olhar a dor do irmão, sentir compaixão e cuidar é dever de todo cristão. Afinal, a solidariedade é compromisso da nossa fé. Diante disso, o presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, faz um apelo frente à sequência de ataques terroristas que devastaram vidas em Moçambique. “Somos todos irmãos, parte de uma família de muitos, toda humanidade. Por isso mesmo, as distâncias, os costumes, as diferenças não podem ser justificativas para indiferenças. Somos sempre convidados a ajudar nossos irmãos e irmãs que sofrem”, enfatiza que reforça dizendo que “As distancias, os costumes e as diferenças não podem ser justificativas para indiferenças. Somos sempre convocados a ajudar nossos irmãos e irmãs que sofrem. Peço pois a sua atenção para o sofrimento dos nossos irmãos moçambicanos”, destaca.

Esse trabalho de mobilização e sensibilização da comunidade local e internacional mostra que, de mãos dadas, é possível acolher aqueles que precisam de cuidado. Mesmo diante de uma grave crise humanitária, quando existe amor, vidas podem ser transformadas.

Mais informações

O  “SOS Moçambique: Cabo Delgado quer paz” é uma ação da Igreja no Brasil e integra as ações da Ação Solidária Emergencial  “É Tempo de Cuidar”, promovida pela CNBB e Cáritas Brasileira. As doações poderão ser depositadas nas contas bancárias, geridas pela Cáritas Brasileira:

As instituições que estão à frente desse projeto, representada pelos seus presidentes chama a população para unir por essa causa. “Convidamos você para acessar as redes sociais da CNBB e da Cáritas Brasileira para participar com a sua doação, com a sua ajuda, com o seu cuidado, salvando vidas e semeando a paz”, enfatiza dom Mário Antônio da Silva, presidente da Cáritas Brasileira.

A resposta emergencial à guerra que acontece em Cabo Delgado seguirá recebendo doações até o dia 31 de janeiro de 2021. As atualizações sobre o recurso arrecadado e situação do país africano poderão ser acompanhadas nas redes sociais e mídias das duas organizações no decorrer do “SOS Moçambique: Cabo Delgado quer paz”.

Fonte: Afipe com Cáritas Brasileira

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno