Prestação de Contas

Presidente da Afipe responde dúvidas sobre obra do Novo Santuário

Pe. André Ricardo de Melo fala sobre o andamento e o prazo para o término da construção

– No atual estágio, quantos % da obra já foram realizados? 

Pe. André Ricardo: Considerando todo o complexo religioso que compreende o Santuário chegamos a 17% da obra realizados. No entanto, é preciso destacar que as fundações e toda a base de concreto do chamado subsolo do edifício, onde se hospedará um ossário, já está completamente finalizado. Além disso, é preciso também ressaltar que a obra é toda feita por etapas bem definidas. Das cinco etapas programadas, em duas delas já foram feitos 50% do trabalho de concretagem.

Não se pode perder de vista que se trata de uma mega construção, e isso significa que é preciso entender toda a multiplicidade de trabalhos que são realizados, para dar base à realização da execução de fundações e de estruturas de suporte do edifício requerem outro tanto de estruturas de apoio para as caixas de concreto e de ferragem. Isso sem falar que as empresas contratadas para a execução do projeto precisam construir estruturas de amparo a toda a movimentação dos trabalhadores e dos grandes equipamentos utilizados.

Um último realce que precisa ser dado é que estamos em plena pandemia do novo coronavírus e os cuidados com os trabalhadores é de importância essencial para a Nova Afipe. Isso quer dizer que todo o movimento da construção obedece rigorosos protocolos de segurança sanitária e isso, de algum modo, repercute no ritmo e na imensa gama de procedimentos para se tocar uma grande obra de construção civil.

– A previsão de término é 2026?

Pe. André Ricardo: A Nova Afipe, representada por sua diretoria, tem manifestado que deseja que a obra siga do melhor modo possível e tenha sua conclusão no horizonte possível de ser vislumbrado hoje, mas não seria responsável e ético marcar uma data precisa. Essa data depende de duas variáveis bastante difíceis de serem apresentadas num cronograma preciso e uma data clara: a ajuda financeira dos devotos do Pai Eterno e as condições sanitárias apropriadas para acelerar ainda mais o ritmo de construção do Novo Santuário.

O financiamento da obra é exclusivamente feito pelas doações do devoto do Pai Eterno. Além dos compromissos com a construção, a Nova Afipe também cumpre outras finalidades estatutárias da Associação, realizando um trabalho evangelizador que envolve a manutenção de uma TV com abrangência nacional e o apoio ao trabalho social. Desse modo, a construção segue sendo uma prioridade ao lado dessas outras obrigações que são bastante onerosas. Se as doações diminuem, todos esses setores de atuação da Nova Afipe, incluindo a construção, são impactados.

E o momento que atravessamos no País e no mundo também não oferece as melhores condições para o empenho concentrado em uma construção do porte do Novo Santuário do Divino Pai Eterno. O próprio movimento de toda a sociedade e isso significa o mundo dos fornecedores para a obra passa por limitações sérias e tudo isso, de algum modo, dita o ritmo possível da construção.

 

Fonte: Afipe

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno