É Tempo de Cuidar: campanha entra na 2ª fase com diversas organizações

Todas as comunidades de fé se unem em um grande mutirão de ajuda aos que mais necessitam

A Ação Solidária Emergencial “É Tempo de Cuidar” – uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Cáritas Brasileira – entrou em sua segunda fase, ganhando um novo impulso. 

“Um trabalho bonito, necessário, desenvolvido com o empenho de evangelizadores de muitas dioceses – de norte a sul e leste a oeste – de todo o Brasil”, afirma o presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo. 

O início desta segunda fase da Ação Solidária Emergencial se deu no Domingo da Misericórdia, quando todas as comunidades e paróquias católicas do Brasil foram convidadas a repicar os sinos, salientando a importância da manifestação de sinais de esperança, fé e solidariedade, diante das mortes pela Covid-19. 

É neste contexto, o de conclamar mais uma vez, todas as comunidades de fé, a se unirem em um grande mutirão de ajuda aos que mais necessitam, que a Ação Solidária Emergencial lançou o vídeo oficial de sua segunda fase. 

No vídeo, representantes de várias instituições, como a própria CNBB, a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), o Movimento de Educação de Base (MEB) e a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC) estimulam a todos a participarem da iniciativa. 

A Ação Emergencial 

A Ação Solidária Emergencial “É tempo de Cuidar”, foi lançada no dia 12 de abril do ano passado, Domingo de Páscoa, com a intenção de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar, e entrou em sua segunda fase, no Domingo da Misericórdia, dia 11 de abril, a partir da homenagem proposta pela CNBB, em solidariedade às vítimas da Covid-19, que estimulou o repicar conjunto dos sinos das paróquias de todo o Brasil. 

Com um alcance de mais de 1,1 milhão de pessoas beneficiadas, foram arrecadados em recursos financeiros, mais de R$ 4,5 milhões e distribuídos cerca de 5,9 milhões de quilos de alimentos. O balanço aponta ainda que, as populações em situação de vulnerabilidade, receberam 713 mil refeições prontas, 675 mil peças de roupas e calçados, além de 405 mil kits de higiene pessoal e 409 mil equipamentos de proteção individual. 

Balanço da primeira fase 

A Cáritas Brasileira, organização que sistematiza e monitora os dados da campanha, no balanço de 23 de março, apontou 823 ações registradas em 140 arquidioceses e dioceses brasileiras, com a marca de 5,868.961 mil quilos de alimentos. Em recursos financeiros, a campanha atingiu R$ 4,523.832,00. 

Em sua primeira fase, a campanha produziu e distribuiu para as populações mais vulneráveis, cerca de 717 mil alimentos (quentinhas), arrecadou e distribuiu 727.832 mil unidades de roupas e calçados, 411.580 mil kits de higiene e 414.114 mil equipamentos de proteção individual. Mais de 1,1 milhão de pessoas foram beneficiadas.

Confira, abaixo, o vídeo:

Com informações da Cáritas Brasileira

 

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno