Igreja no Brasil

Você já visitou o presépio no Santuário Basílica?

Em tamanho real, as peças chamam a atenção de todos os romeiros, pela beleza dos detalhes, durante o tempo de espera pelo nascimento do Menino Jesus

O presépio é uma das grandes tradições das famílias católicas nesta época do ano. Trata-se de um bonito gesto, que ajuda a preparar a celebração do nascimento do Menino Jesus. O Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), já entrou no clima festivo e montou o seu presépio, em tamanho real, chamando a atenção de todos os romeiros, pela beleza dos detalhes, neste período de espera pelo nascimento do Menino Jesus.

A história do presépio

Feitos de vários tamanhos, cores e materiais, o presépio napolitano surgiu no ano de 1223, na pequena cidade italiana de Greccio. Para ajudar os camponeses, em sua maioria iletrados, a compreenderem as Sagradas Escrituras, São Francisco de Assis encenou pela primeira vez o nascimento do Menino Deus.

O termo presépio vem do latim Praesaepe, que significa estrebaria ou curral. Em 1290, a igreja de Santa Maria Maior, em Roma, foi reformada e nela instalada a Capela do Presépio, que abriga a gruta que, sob o altar, permanece o pedaço de rocha que serviu como manjedoura.

Neste tempo natalino, por todo o Brasil, paróquias, santuários, dioceses e arquidioceses preparam seus presépios, essa arte que remonta e celebra o nascimento do menino Jesus em Belém, na Judéia. A tradição de montar presépio chegou ao Brasil no século XVII e foi montado pela primeira vez em Olinda (PE) pelo religioso Gaspar de Santo Agostinho.

No presépio, o Menino Jesus fica ao centro, na manjedoura. Ao redor, vários outros personagens bíblicos ajudam a contar a história daquele momento cristão. “O personagem principal do presépio é Jesus Cristo, que nasce, mas nós também temos os Reis Magos, que foram oferecer seus presentes como ouro, incenso e a mirra. Também, na cena de presépio, tem alguns bois, camelos em algumas representações, pois no lugar dos animais, normalmente a pessoa não vai, ainda mais o filho do rei, de alguém importante na sociedade, jamais pisaria o pé em um estábulo, no local onde moram os animais. Jesus, sendo filho de Deus, dono de todas as coisas, se faz presente no presépio”, reforça o padre Carlos Gomes.

Como manda a tradição, o presépio deve ser montado no primeiro domingo do Advento, ou seja, entre a última semana de novembro e a primeira semana de dezembro, com exatamente, quatro semanas antecedendo o Natal.

Fonte: Afipe

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno