Especial

A importância do perdão na busca pela paz interior

Por mais difícil que seja, lembremos sempre de exercê-lo, assim como Jesus nos ensinou

“Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. O trecho, presente na oração do Pai Nosso, nos faz refletir sobre a importância do ato de perdoar. Por mais difícil que seja a situação, lembremos sempre de exercê-lo, assim como Jesus nos ensinou.

Em uma de suas reflexões, o Papa Francisco destacou que o perdão é o pilar que sustenta a vida da comunidade cristã, porque é nele que se manifesta a gratuidade do amor com que Deus nos amou primeiro.

“O cristão deve perdoar. Mas, por quê? Porque foi perdoado. Todos nós que estamos aqui nesta Praça, fomos perdoados. Todos nós, em nossas vidas, sentimos necessidade do perdão de Deus. Porque fomos perdoados, devemos perdoar. Todos os dias, rezamos no Pai-Nosso: ‘perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido’. Assim é fácil perdoar. Se Deus me perdoou, por que não posso perdoar? Sou maior que Deus? Entenderam bem isso?”, disse o Santo Padre.

Francisco ainda ressaltou que julgar e condenar o irmão que peca é errado, pois ninguém está acima do outro que erra, mas, sim, tem o dever de recuperar a sua dignidade de filho de Deus, e de acompanhá-lo no caminho de conversão. “Deus não quer renunciar a nenhum de seus filhos”, pontuou.

Reconciliação

O Missionário Redentorista Pe. Marcelino Ferreira enxerga muita sabedoria nas palavras do Pontífice e reforça que é de grande valia que aquele que deseja viver o perdão tenha uma intimidade profunda com o amor de Deus. “O perdão é o ato pelo qual a pessoa, por decisão, concede ao outro a graça da paz interior, mediante as ofensas cometidas contra ela”, pontua.

Ele também nos lembra que somente praticando e exercitando o perdão é que poderemos viver uma vida mais leve e harmoniosa, pois aquele que tem dificuldade de perdoar precisa dar o primeiro passo. “Assim, estará se reconciliando com Deus com os irmãos e irmãs”, finaliza Pe. Marcelino.

Com informações do Vatican News


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno