Redentoristas

Por que o Ano Litúrgico é dividido em A, B e C?

Em cada um deles, meditamos o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, segundo um dos Evangelistas

Todos nós já conhecemos o calendário civil, que tem início no dia 1º de janeiro e vai até o dia 31 de dezembro. Mas, você sabia que o calendário da Igreja é diferente? É o chamado Ano Litúrgico, o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo.

O Ano Litúrgico começa no primeiro domingo do Advento, que são as quatro semanas que nos preparam para o maior acontecimento da história da humanidade: o nascimento de Jesus Cristo. Termina na Solenidade de Cristo Rei, geralmente em meados do mês de novembro.

Ele é dividido de maneira pedagógica entre os ciclos A, B e C. “Em cada um deles, meditamos o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, segundo um dos Evangelistas”, explica o Pe. Max Costa, administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Senador Canedo (GO).

No ano A, leem-se as leituras do Evangelho de São Mateus; no ano B, o de São Marcos; e no ano C, o de São Lucas. “São os chamados Evangelhos sinópticos, já que possuem uma mesma estrutura de escrita. O Evangelho de João é mais rico, apresentando uma estrutura diferente dos demais, por isso permeia os três ciclos litúrgicos”, finaliza.

Confira, abaixo, a explicação na íntegra:


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno