Destaques

Os quatros elementos naturais, segundo a Bíblia

Cada um desses elementos – fogo, água, terra e ar – possui um simbolismo único na Bíblia e representam o agir e o poder do Pai

No princípio, criou Deus o céu e a terra (…) e disse: Haja luz; e houve luz. O Pai Eterno tudo gerou; desde aquilo que comemos, que bebemos; também os quatro elementos naturais que garantem nossa sobrevivência.

Cada um desses elementos – fogo, água, terra e ar – possui um simbolismo único na Bíblia e representam o agir e o poder do Pai. Com intuito de evidenciar Sua criação, preparamos uma reflexão incrível para você. Confira abaixo o que esses elementos representam, segundo a Bíblia.

Fogo

Purifica, aquece e ilumina.

Na Bíblia, o símbolo do fogo é utilizado para descrever a identidade e a ação de Deus. Pelo fogo, o Pai Eterno manifestou-se a Moisés e revelou-se como libertador do povo escravizado. O fogo expressa força, paixão, indignação profética; alastra-se facilmente, como se alastra a boa notícia da ressurreição.

Água

Fornece a vida.

Segundo a Bíblia, onde existe água, há alegria, crescimento e fertilidade. Dois terços da terra são compostos de água. Jesus Cristo foi expressivo no seu ministério, quando em diversas passagens operou por meio no mar, nos rios e perto das praias, inclusive caminhou sobre as águas. Este elemento também representa o novo nascimento, pois aquele que em vida não nasce da água e do Espírito, por meio do batismo, não pode entrar no reino de Deus.

Terra

Manifestação da criação.

O elemento terra abrange todos os animais, as árvores, montanhas, cavernas, pedras, plantas, flores, raízes, frutos, rochas, minerais e a terra, propriamente dita. Segundo a Bíblia, a terra expressa a força, estrutura e poder das obras do Pai. É por meio dela que temos abrigo e alimento; é por meio da terra que Ele guia nosso caminhar.

Ar

Presença do Pai.

O vento está em toda parte e três quartos da vida do nosso planeta dependem do ar para respirar e se alimentar. Segundo a Bíblia, o poder do Pai se manifesta por meio dos quatro ventos, pois Ele sopra onde quer. Na passagem de Pentecostes, o vento representou a ação do Espírito Santo, que aconteceu após a ascensão de Jesus ao céu.

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno