Notícias

Covid-19: doença deixou 40 mil crianças e adolescentes órfãos de mãe no Brasil

Estudo aponta ainda a taxa de mortalidade entre analfabetos

Reprodução / freepik

Segundo estudo publicado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a pandemia da Covid-19 deixou 40.830 crianças e adolescentes órfãos de suas mães no Brasil.

O coordenador do Observatório de Saúde na Infância, Cristiano Boccolini, alerta que essas crianças e adolescentes necessitam, com urgência, da adoção de políticas públicas intersetoriais de proteção.

O dado sobre órfãos é uma parte da análise dos pesquisadores sobre a mortalidade causada pela pandemia de Covid-19 em toda a população. Outro ponto destacado pelo estudo é que o Coronavírus foi responsável por mais de um terço de todas as mortes de mulheres relacionadas a complicações no parto e no nascimento. Além de ser responsável por 19% de todas as mortes registradas no Brasil.

O estudo indica ainda que a mortalidade entre analfabetos chegou a ser de 38,8 mortes a cada 10 mil pessoas. A pesquisa divulgada mostra que o atraso na adoção de medidas necessárias para o controle da doença provocou um grande número de mortes evitáveis.

Desigualdades

Os pesquisadores utilizaram dados de óbitos pela doença e a distribuição da população brasileira por nível de escolaridade da Pesquisa Nacional de Saúde para estimar o impacto de escolaridade na mortalidade por Covid-19. Os resultados mostram que entre adultos analfabetos a mortalidade foi três vezes maior que entre aqueles com curso superior.

Os pesquisadores destacam que o maior peso da mortalidade nos indivíduos de menor escolaridade reflete o impacto desigual da epidemia nas famílias brasileiras socialmente desfavorecidas, sendo ainda maior entre as crianças e adolescentes que se tornaram órfãs e perderam um dos provedores do sustento da família.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno