Especial

Quaresma: medite na palavra do Pai Eterno

Em preparação para viver a Páscoa do Senhor

A Igreja Católica está vivendo a 4ª Semana da Quaresma. Um tempo forte do calendário litúrgico do cristianismo em preparação para viver a ressurreição de Jesus, que está se aproximando. Nesta caminhada espiritual, realizam-se ações de penitência para buscar a santificação, afastar-se do pecado e aproximar-se do Pai Eterno.

Para este momento, Papa Francisco convida todos a fazer suas práticas de penitência, principalmente, dedicar-se tempo para meditar a Paixão de Cristo. O Pontífice ressalta a importância de escutar a Palavra de Deus, “nesse tempo, é interessante dedicar-se à leitura de um Evangelho, conhecendo melhor assim a vida de Nosso Senhor”.

Para esta terça-feira (12), os temas propostos para meditação são: Jesus quer nos curar; Desejos e paciência na luta; O cristão é compreensivo com os outros. No primeiro, é possível contemplar a cura de um paralítico. Jesus, ao se aproximar de uma multidão dolorida, repara em um paralítico. E por iniciativa própria, se oferece para curá-lo perguntando-lhe: “Queres ficar curado? O doente respondeu: Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente. Jesus disse: Levanta-te, pega na tua cama e anda. No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou na sua cama e começou a andar” (Jo 5,6-9).

O paralítico estava doente há 38 anos, mostrando a sua paciência em livrar-se da doença. Hoje, todos são chamados a serem perseverantes na vida interior. Mas também é verdade que nem sempre teremos sucesso e não devemos perder a paz por causa disso. “Às vezes – diz São Josemaria – o Senhor se conforma com os desejos, e outras vezes, até com os desejos de ter desejos, se nós suportamos com alegria a humilhação de saber-nos tão pouca coisa. Isso é o que levará cada um bem alto no céu”.

Por fim, ter paciência consigo mesmo, olhando primeiro para Deus e confiando cada vez mais em Sua ajuda, também nos ajudará a ser compreensivos com os outros. Muitas vezes, é difícil ter essa compreensão paciente com as pessoas próximas, pois tendemos a focar demais nos defeitos, em vez de valorizar as coisas boas que possuem. No Evangelho, vemos que, após ser curado por Jesus, o paralítico pega sua maca e retorna para casa.

A reflexão nos mostra que Jesus oferece Sua cura constantemente. No processo, não se preocupe com o fato de progredir ou não. O importante é desejar ser melhor, ter vontade de querer e ser sincero abrindo o coração. Assim, o Pai Eterno ilumina o coração e os braços, prontos para acolher o próximo. Ninguém se aproxima do Pai e vai embora vazio.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno