Santa Maria Goretti

Maria Goretti era uma humilde camponesa que nasceu em 16 de outubro de 1890, na cidade de Corinaldo, na Itália. Seus pais, Luiz e Assunta, criaram os sete filhos em meio à penúria de uma vida de necessidades, mas dentro dos preceitos ditados por Jesus Cristo.

A menina Maria, por ser a mais velha, cresceu cuidando dos irmãos pequenos em casa, enquanto os pais trabalhavam no campo. As dificuldades financeiras eram tantas que a família migrou de povoado em povoado até se fixar em um chamado Ferrieri. Nesta localidade, a família passou a residir na mesma propriedade de João Sereneli. Este ancião, de 60 anos, tinha também dois filhos: Gaspar e Alexandre, este com 18 anos.

Alexandre passou a assediar Maria. Apesar da pouca idade, ela era bonita e bem desenvolvida, já atraindo os olhares masculinos. Como recusava todas as aproximações do rapaz, este se irritou ao extremo e, no dia 5 de julho de 1902, perdeu a razão e a tragédia aconteceu. Ele a golpeou violentamente com uma barra. Ela foi levada para hospital com 14 perfurações e só teve tempo de perdoar seu agressor, pedindo à sua mãe e a seus irmãos que fizessem o mesmo, por amor a Jesus.

Maria Goretti morreu no dia seguinte ao ataque. Alexandre foi preso, quase linchado e condenado a trabalhos forçados. Porém, depois de 27 anos de prisão, foi solto por bom comportamento. Pediu perdão à mãe de Maria Goretti, ingressou num convento capuchinho, onde viveu sua sincera conversão até morrer.

A fé na santidade de Maria Goretti cresceu e espalhou-se de tal forma no mundo cristão que, em 1950, foi canonizada. Na solenidade, estavam presentes: sua mãe Assunta, com 84 anos, seus irmãos e Alexandre Sereneli, o agressor sinceramente convertido. O Papa Pio XII declarou Santa Maria Goretti, padroeira das virgens cristãs.

Santos de Janeiro

Ver todos

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno