São Januário

São Januário era um homem da Igreja, servia a todos com amor, fé e coragem. Esteve sempre disposto a dar testemunho do seu amor por Jesus Cristo inclusive com a própria vida

A história do santo deste dia se entrelaça com a cidade italiana de Nápoles, onde o corpo e sangue de Januário estão guardados. Este santo viveu no fim do século III e se tornara Bispo de Benevento, cidade próxima a Nápoles.

Como cristão estava constantemente se preparando para testemunhar seu amor ao Senhor, se preciso até entregar a própria vida devido as perseguições que a Igreja sofria na época.

Na função de Bispo foi zeloso, bondoso e sábio, porém, foi preso e condenado a virar comida dos leões juntamente com seus diáconos. Igual ao profeta Daniel e muitos outros, as feras lamberam, mas não avançaram neles, pois eram protegidos pelo poder de Jesus. Nesse caso, sob a ordem do terrível imperador Diocleciano, São Januário e seus amigos foram decapitados.

Alguns cristãos, recolheram numa ampola o sangue do Bispo Januário para conservá-lo como preciosa relíquia e seu corpo foi colocado na Catedral de Nápoles. A partir disso, os napolitanos começaram a venerar o santo como protetor da peste e das erupções do vulcão Vesúvio.

Até hoje o sangue é exposto na Catedral, no dia da festa de São Januário e  há séculos, o sangue, durante uma cerimônia, do estado sólido passa para o estado líquido, mudando de cor, de volume e até seu peso duplica. A ciência já provou ser sangue humano, silencia quanto a uma explicação para este fato, esclarecido somente pela fé.

Santos de Outubro

Ver todos

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store