São Pedro Celestino

Pedro nasceu em 1215, na Itália. Filho de camponeses, decidiu que seria religioso aos seis anos de idade, quando revelou seu desejo à mãe. Cresceu estudando com os beneditinos e, assim que terminou os estudos, retirou-se para um local isolado, onde viveu por alguns anos. Depois disso, foi para Roma e recebeu o sacerdócio em 1239.

Voltou para a vida de eremita e passou a viver no sopé de um morro. No local, levantou uma cela, vivendo de penitências e orações contemplativas. Em 1251, ele fundou um convento com a colaboração de dois companheiros. Rapidamente, sob a direção de Pedro, o lugar abrigava cada vez mais seguidores. Assim, fundou uma nova Ordem, mais tarde chamada “dos Celestinos”.

Em 1292, morreu o Papa Nicolau V e Pedro foi eleito o novo Papa. Contudo, a sua escolha foi política, por pressão de Carlos II, rei de Nápoles. Com temperamento para a vida contemplativa, e não para a de governança, o equívoco foi logo percebido pelos cardeais. Pedro Celestino exerceu o papado durante um período repleto de intrigas, crises e momentos difíceis. Reconhecendo-se deslocado, renunciou em favor do Papa Bonifácio VIII, seu sucessor.

Para não provocar um cisma na Igreja, Pedro Celestino aceitou, humildemente, ficar prisioneiro no Castelo Fumone. Dez meses depois do confinamento, ele teve uma visão e ficou sabendo o dia de sua morte. Assim, recebeu os Santos Sacramentos e aguardou por ela, que chegou exatamente no dia e momento previstos: 19 de maio de 1296.

Santos de Setembro

Ver todos

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno