São Roberto Belarmino

São Roberto Belarmino amava estudar sobre todas as coisas de Deus e também ensinar sobre elas. Ele defendia a fé cristã com muito amor e ensinava a todos com seu exemplo

Conhecido como um grande santo jesuíta, São Roberto Belarmino nasceu em Montepulciano, na Itália, em 1542. Era irmão de cinco religiosos, dentre os doze, que enriqueciam a família dos dedicados pais.

Quando os padres da Companhia de Jesus abriram um colégio em Montepulciano, Roberto se matriculou e foi um dos melhores alunos. O contato com os padres fez com que o jovem mudasse sua primeira ideia de ser médico, para inclinar-se em favor da vida religiosa jesuíta.

Aos 18 anos, Belarmino concluiu sua formação religiosa com destaque e seus estudos de filosofia e teologia. Antes de ser ordenado sacerdote foi enviado como professor e pregador em Lovaina, na Bélgica, onde ficou dez anos.

Teve importante papel na aplicação do Concílio de Trento, já que ajudou na formação apologética dos teólogos e pregadores responsáveis na defesa da fé. Neste sentido Roberto, muito contribuiu ao escrever sua obra de nome “Controvérsia” e o livro chamado “Catecismo”. Em “Controvérsias”, Belarmino fala sobre os seus três grandes interesses estudiosos: a Palavra de Deus, de Cristo cabeça da Igreja e do Sumo Pontífice.

Era também diretor espiritual do Colégio Romano, tendo sob sua responsabilidade a formação ascética dos alunos . O Papa Clemente VIII o elevou a cardeal com esta motivação: “Nós o escolhemos porque não há na Igreja de Deus outro que possa equiparar-se ele em ciência e sabedoria”.

Quando ficou muito doente em setembro de 1621, os confrades foram testemunhas do último diálogo dele com Deus: “Ó meu Deus, dai à minha alma, asas de pomba, para que possa voar para junto de vós”. Morreu no dia 17 do mesmo mês, e pelos seus escritos recebeu o título de Doutor da Igreja.

Santos de Setembro

Ver todos

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store