Testemunhos

  • No dia 17 de Janeiro de 2014, fui submetida a uma cirurgia refrativa de correção do grau, durante uma semana apliquei um colírio que… Continue lendo

    No dia 17 de Janeiro de 2014, fui submetida a uma cirurgia refrativa de correção do grau, durante uma semana apliquei um colírio que ajudava na recuperação pós cirúrgica. Na semana seguinte quando suspendi o colírio, apresentei uma forte inflamação da córnea no olho direito e uma semana depois no olho esquerdo, sofri bastante pois não conseguia abrir os olhos, as lágrimas não paravam de cair e eu não conseguia sequer sair do meu quarto. Como sou muito devota do Divino Pai Eterno e acompanho a novena todos os dias, pedi incessantemente pela minha cura. Foram três semanas complicadas até conter de fato a inflamação. Quero agradecer ao Divino Pai Eterno por ouvir minhas súplicas. Estou totalmente recuperada e enxergando muito bem.

    Por: Daliany de Oliveira Silva
    Natal - GO
    23/04/2014

  • Em maio de 2012, descobri que meu filho, Rodrigo Ollyver de apenas 3 anos estava doente da vista. O médico disse que ele tinha glaucoma … Continue lendo

    Em maio de 2012, descobri que meu filho, Rodrigo Ollyver de apenas 3 anos estava doente da vista. O médico disse que ele tinha glaucoma congênito e precisava fazer uma cirurgia o mais rápido possível, pois havia o risco de perder a visão já que ele nasceu com a doença. Entrei em desespero, mas confiei em Deus e entreguei meu filho nas mãos do Pai Eterno. Para a honra e glória do Senhor meu filho fez a cirurgia, que foi um sucesso. Hoje, graças ao Divino Pai Eterno ele esta muito bem!

    Por: Ivanize Rodrigues dos Santos
    Brasília - GO
    23/04/2014

  • Em novembro de 2012, comecei a sentir forte dores na região dos rins, mas não dei muita importância para aquela dor. Parecia uma cólica… Continue lendo

    Em novembro de 2012, comecei a sentir forte dores na região dos rins, mas não dei muita importância para aquela dor. Parecia uma cólica menstrual então tomei remédio. A dor aliviou e fui para o trabalho. Mas no decorrer do dia voltei a sentir dores e no dia seguinte voltaram ainda mais forte. Fui para o hospital chegando lá o médico disse que poderia se rins ou infecção urinária. Passou alguns medicamentos e fui liberada. Na noite seguinte as dores voltaram ainda mais fortes e retornei para o hospital. Lá fiquei internada e fiz uma tomografia que constatou 2 pedras nos rins direito e muita inflamação. O médico falou que talvez eu teria que passar por uma cirurgia se não conseguisse expelir as pedras com o auxilio da medicação. Fiquei muito preocupada, mas com fé roguei ao Pai Eterno que libertasse daquela enfermidade. Depois de três dias internada foram feito novos exames e com a graça Deus Pai o médico olhou disse que não tinha mais nada. Obrigada meu Divino Pai Eterno.

    Por: Neisgela Dias de Miranda
    Linhares - ES
    22/04/2014

  • Em dezembro de 2012, minha mãe, Rita Alves da Silva, com 70 anos, sofreu uma queda e fraturou o fêmur tendo que submeter-se a uma… Continue lendo

    Em dezembro de 2012, minha mãe, Rita Alves da Silva, com 70 anos, sofreu uma queda e fraturou o fêmur tendo que submeter-se a uma cirurgia, ela é hipertensa e diabética. Como é muito devota do Divino Pai Eterno, assiste todos os dias religiosamente a novena e toma a água benta, entregou-se nas mãos do Pai e a cirurgia foi um sucesso. Depois passou pelo processo de fisioterapia, cadeira de rodas, andador e com um mês começou a dar seus primeiros passos. Hoje já anda sem o apoio da bengala. Só temos a agradecer por mais essa graça concedida a nossa família. Obrigada, meu Pai Eterno.

    Por: Maria Eliete Alves Ribeiro
    Jardim de Piranhas - RN
    22/04/2014

  • Sou mãe do pequeno Joaquim Rodrigo de 09 anos de idade e no ano passado fiquei grávida. Durante a gravidez ocorreu tudo bem e com seis… Continue lendo

    Sou mãe do pequeno Joaquim Rodrigo de 09 anos de idade e no ano passado fiquei grávida. Durante a gravidez ocorreu tudo bem e com seis meses de gravidez descobri que seria uma menina. No dia 11 de dezembro 2013, fui para o hospital a pedido do médico, lá constatamos que teria que fazer uma cesariana de urgência, pois minha filha não estava nada bem. Nesse momento roguei a Nossa Senhora sua intercessão. As 23 horas e 20 minutos estava com minha princesa Maria Antônia nos braços cheia de saúde. Dias depois, eu e minha mãe constatamos que minha filha tinha um pequeno probleminha nas pernas, o joelho dela não flexionava, como teria que ser. A levamos ao médico que constatou o que tínhamos descoberto. Ele então nos comunicou que minha filha com o passar do tempo poderia ter dificuldades para andar, ou ate mesmo não andaria. Minha mãe Maria das Graças e eu não aceitamos tais palavras e com fé passamos a pedir ao Divino Pai Eterno, diariamente durante a novena, por minha filha. Hoje ela está com 04 meses de vida e em visita ao médico ele se surpreendeu com o desenvolvimento das pernas da minha filha, pois a mesma está curada, graças ao meu Divino Pai Eterno.

    Por: Emilia Maria José
    Couto de Magalhães - TO
    22/04/2014

  • No dia 09 de junho de 2013, noite de domingo, estávamos eu e minha família em casa, quando fomos surpreendidos por um casal de assaltantes… Continue lendo

    No dia 09 de junho de 2013, noite de domingo, estávamos eu e minha família em casa, quando fomos surpreendidos por um casal de assaltantes na porta, a partir daí deu inicio uma noite de terror. Os assaltantes entraram em nossa casa e nos fizeram de reféns por cerca de duas horas. A todo momento fomos torturados, psicologicamente e fisicamente, pois nos batiam e além disso, estavam armados. Amarraram meu filho de 36 anos e usaram a sua esposa e filho de 3 aninhos como reféns na fuga. O desespero nessa hora toma conta de nós, mas não nos faltou a fé. De cabeça baixa, fiz minha oração, pedi ao Divino Pai Eterno que nos protegesse de todo mal, pedi Sua misericordioso amparo para minha família e que nada acontecesse aos meus, principalmente o meu netinho que tão novo já participava inocentemente daquela situação aterrorizante. Sou muito devoto e acompanho as novenas diariamente. No fim, tudo acabou bem. Os assaltantes foram presos. Eu e minha família saímos ilesos. Estamos próximos de completar um ano do ocorrido. Consideramos esta data importante, pois foi neste dia em que todos renascemos, recebemos um grande presente do Pai eterno, o LIVRAMENTO. Obrigado Divino Pai Eterno.

    Por: Afrânio Ferreira
    Canoas - RS
    21/04/2014

  • Em 26 de dezembro de 2011, nossa filha Saori de apenas 28 dias de vida estava internada tratando uma bronquiolite, doença comum em bebês… Continue lendo

    Em 26 de dezembro de 2011, nossa filha Saori de apenas 28 dias de vida estava internada tratando uma bronquiolite, doença comum em bebês recém nascidos, porém seu quadro foi se agravando em vez de melhorar. No dia 29 de dezembro, foi diagnosticado que ela estava com septicemia. No entanto, mesmo sabendo que era grave, em momento algum passou pela nossa cabeça algo de pior. Como trata-se de uma infecção no sangue, foi preciso uma transfusão de sangue e de plasma, no entanto ela teve uma reação alérgica ao plasma que foi suspenso. No dia seguinte também foi detectado um linfangioma, que é um entupimento no canal da linfa e tivemos que ser deslocados da UTI para exames mais específicos. Parecia um pesadelo. As visitas eram muito restritas e apenas eu, por ser mãe, ficava com ela 24h, pois ela mamava o leite materno. Meu marido ficava no hospital, mas na recepção. Os avós, tios, primos e amigos da nossa pequena rezavam por sua recuperação. Minha sogra que sempre assisti as novenas do Divino Pai Eterno, levou-me uma garrafinha com a água benta e eu passava na minha filha e me mantinha em oração pela recuperação dela. Em 08 de janeiro nossa filha teve alta e voltamos para casa com o milagre da vida em nossos braços. Alcançamos a graça pela fé, pois os médicos mesmo disseram que dificilmente um bebê com tão pouco tempo de vida poderia se recuperar. Deixamos aqui o nosso testemunho, para que outras pessoas em situações semelhantes, não percam jamais a fé.

    Por: Susan e André
    São José dos Campos - SP
    21/04/2014

  • Minha mãe, Maria Célia, em agosto de 2013, sofreu uma isquemia e no exame de ressonância constatou-se que ela tinha um granuloma no… Continue lendo

    Minha mãe, Maria Célia, em agosto de 2013, sofreu uma isquemia e no exame de ressonância constatou-se que ela tinha um granuloma no cérebro. O médico disse que dali a 4 meses queria uma outra ressonância, pois se o granuloma crescesse seria necessária fazer radioterapia. Nós já acompanhávamos as novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, mas intensificamos nossas orações e bebíamos da água benta, pedindo ao Divino Pai Eterno que o granuloma diminuísse. Ao repetirmos a ressonância em dezembro, com a graça de Deus, o que tínhamos pedido aconteceu e minha mãe hoje está bem sem nenhuma sequela. Hoje só temos a agradecer por mais esta graça recebida e por ter aumentado a nossa fé.

    Por: Mirian Aparecida Pereira Reis
    Caxambu - MG
    21/04/2014