Ajudar o próximo

Cáritas Brasileira inicia entrega de kits de prevenção à Covid-19 aos povos amazônidas

Primeiras entregas acontecerão até o fim de dezembro

O projeto Ajuri pela Vida na Amazônia iniciou a primeira entrega dos kits de higiene e prevenção à Covid-19, para as 4.500 famílias cadastradas, que são diretamente beneficiadas pelas ações do projeto, totalizando 22.500 pessoas atendidas. Essas primeiras entregas acontecerão até o fim de dezembro. Na segunda fase, o projeto chegará a mais de 100 comunidades, no contexto de vulnerabilidade social de nove municípios amazônicos: Coari, Tefé, Maraã, Alvarães, Fonte Boa, Juruá, Uarini, Itacoatiara e Parintins.

Na comunidade da Agrovila do Caburi, em Parintins, Francisca Rocha Sanches, beneficiária do projeto, afirma que o Ajuri tem ajudado a transformar a realidade do local. “Eu achei a iniciativa muito importante para gente que está participando do projeto e para a comunidade, principalmente dos educadores virem até nós para dar as devidas orientações e palestras que são bem interativas para conscientizar sobre a importância de lavar as mãos e o uso da máscara em todos os lugares que a gente vai”, declara.

Os kits, que estão sendo distribuídos nas regiões de abrangência do projeto, contêm álcool em gel, máscara facial de pano reutilizável, água sanitária e sabonetes, para incentivar a lavagem das mãos. As ações de entregas dos kits permanecerão pelos próximos quatro meses.

De acordo com a consultora técnica da CRS para resposta de emergência, Anna Hrybyk, a promoção de higiene e prevenção à Covid-19, é uma prioridade de todo o projeto. “A prática de desenvolver atividades educativas tem como objetivo incentivar a lavagem correta de mãos, uso de máscaras, álcool em gel, entre outras orientações que são aliadas à vacinação, e por isso devem ser mantidas, mesmo depois que o ciclo de imunização estiver completo”.

Água, saneamento e higiene

Os educadores e as educadoras sociais também estão realizando nas comunidades a demonstração do uso correto da máscara, orientações de higiene e lavagem correta das mãos, baseadas nos cinco momentos críticos para lavar as mãos, assim como sobre o distanciamento social e a sensibilização para tomar as duas doses da vacina contra a Covid-19.

Além disso, estão sendo organizados grupos focais com as populações indígenas, ribeirinhas, quilombolas e periurbanas para implementar as ferramentas de WASH (água, saneamento e higiene), a fim de identificar quais são os desafios e entendimento sobre percepção de enfermidades; pontos de contato; e motivos para lavagem de mãos.

Na primeira etapa desta edição do projeto, os educadores sociais foram até as comunidades para conhecer a realidade de cada família. A distribuição de cadastros para cada município seguiu o seguinte quantitativo: 1.068 novas famílias em Tefé; em Coari; 100 em Parintins; e 150 em Itacoatiara.

Ajuri Pela Vida na Amazônia

O Projeto Ajuri pela Vida na Amazônia é desenvolvido pela Cáritas Brasileira, com financiamento da USAID – US Agency for International Development, e apoio da Catholic Relief Services. A execução do projeto acontece em parceria com a Articulação Norte 1, da Cáritas Brasileira, e com as Cáritas das Prelazias de Tefé e Itacoatiara e Diocesanas de Coari e Parintins. Atualmente, o projeto segue em sua segunda fase de realização, continuando com as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus nos territórios do interior do estado do Amazonas.

Essas práticas serão desenvolvidas em comunidades de nove municípios amazônidas (Coari, Tefé, Maraã, Alvarães, Fonte Boa, Juruá, Uarini, Itacoatiara e Parintins), através da orientação popular para promoção de higiene, distribuição de kits de higiene e prevenção, conscientização sobre a importância de adesão à vacina, bem como a sensibilização para a adoção à lavagem adequada das mãos como principal fator de prevenção eficaz contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da Covid-19, assim como pode evitar outras doenças infecciosas, transmitidas por vírus ou bactérias. Isto é, uma ação que pode parecer simples, mas que pode salvar vidas.

Ao total, além das 4 mil famílias cadastradas na primeira edição do projeto, nesta segunda edição 1400 novos núcleos familiares serão beneficiados, correspondendo a um quantitativo de 22.500 pessoas atendidas diretamente pelas ações aplicadas por uma equipe multidisciplinar, como educadores, assistentes sociais, psicólogos e comunicadores.

Fonte/Foto: CNBB


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno