Santa Zita

A história de Santa Zita mostra que para Deus Pai não importa a classe social ou emprego que você tenha, mas sim um coração totalmente entregue a Ele. Zita nasceu em Lucca, uma cidade italiana na região da Toscana, no ano de 1218. Ela era muito pobre e por isso, ainda aos 12 anos, foi levada para trabalhar na casa de uma nobre e rica família da cidade.

O regime de trabalho de Zita era semelhante a uma escravidão: em troca dos serviços domésticos ela recebia roupa e comida. Ela era maltratada por seus patrões e até por outros funcionários da casa. Mas, por ser cristã, Santa Zita conseguiu suportar todas as humilhações. Ela era constante na sua oração e buscava praticar a caridade mesmo com tão pouco.

A caridade fez de Santa Zita conhecida na região, o pouco que recebia de seus patrões ela dividia e doava para os que mais necessitavam. Ela chegou a receber acusações de estar roubando da dispensa dos patrões, mas conseguiu provar sua inocência, sempre confiante na vontade de Deus.

Santa Zita faleceu no dia 27 de abril de 1278, seu corpo  foi levado para a basílica de São Frediano, em Luca. Na última exumação, feita em 1652, foi constatado que seu corpo estava inteiro, incorrupto. Sua canonização foi celebrada pelo Papa Inocêncio XII em 1696 e ela foi escolhida com a padroeira da cidade de Luca. O Papa Pio XII proclamou-a também como padroeira dos empregados domésticos. O local onde seu corpo está enterrado recebe muitos peregrinos que testemunham as bençãos, graças e milagres recebidos graças a intercessão de Santa Zita.

Santos de Setembro

Ver todos

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno