São Domingos Sávio

O jovem São Domingo Sávio teve uma vida de muita sensibilidade e, em pouco tempo, percorreu um longo caminho de santidade, obra mestra do Espírito Santo e fruto da pedagogia de São João Bosco. Nasceu em uma família pobre, o pai era ferreiro e mãe costureira, porém, rica de fé.

Sua infância ficou marcada pela primeira comunhão, feita aos sete anos, e se diferencia pelo cumprimento do dever em seu lema: “Antes morrer do que pecar”. Aos 12 anos, ocorreu um fato decisivo em sua vida: o encontro com São João Bosco, que o acolheu, como padre e diretor, convidando-o para cursar os estudos secundários.

Ao descobrir então os altos ideais de sua vida, como filho de Deus e apoiando-se na amizade com Jesus e Maria, São Domingo Sávio lança-se à aventura da santidade, entendida como entrega total a Deus. Sensibilizado no ideal de “Dai-me almas”, deseja salvar a alma de todos e funda a companhia da Imaculada, da qual sairiam os melhores colaboradores do Fundador dos salesianos.

Tomado por uma grave enfermidade, aos 15 anos, regressa ao lar paterno de Mondonio (Província de Asti), onde morre serenamente com a alegria de ter ido ao encontro do Senhor, exclamando aos seus pais: ”Adeus queridos pais, estou tendo uma visão linda. Que lindo!” Pio XII o proclamou santo em 12 de junho de 1954.

Santos de Maio

Ver todos

TV Pai Eterno









Newsletter