São Francisco Solano

Filho de pais profundamente cristãos, Mateus Sanches Solano e Ana Gimenez, Francisco, recebeu o santo batismo no mesmo dia em que nasceu. Estudou no Colégio dos Jesuítas e com sua bondade e caráter firme, ganhou a simpatia de todos. Aos 20 anos de idade tomou o hábito franciscano, tornando-se um frade exemplar. Dava grande valor à pregação e sempre teve um ideal: viajar para outras terras em missão. Pediu para ser enviado para a América, e o enviaram ao Peru. Porém, no trajeto, uma terrível tempestade desencadeou, lançando o navio num banco de areia. Após dois meses, um navio os recolheu levando-os para Lima. Lá permaneceu pouco tempo, dirigindo-se, em seguida, para Tucumán (Argentina). Por 15 anos foi viajante incansável, levando a todos a Palavra de Deus. Muitos doentes recuperavam a saúde pela simples imposição de seu cordão de religioso! Seus últimos cinco anos de vida passou em Lima, num convento franciscano, onde contagiava a todos com sua alegria espiritual. Compunha cânticos religiosos em suas horas livres. Seu lugar de predileção era a Igreja onde passava horas em adoração ao Santíssimo Sacramento. Por uma graça especial, teve conhecimento de sua morte e assim preparou-se num clima de ação de graças e perfeita união com a Vontade de Deus. Suas últimas palavras foram: “Deus seja bendito”. Foi canonizado em 1726.

Santos de Janeiro

Ver todos

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno