Doação

Corrente solidária

Doação de sangue é um ato de amor que pode fazer a diferença na vida de muitas de pessoas

“Milhões de pessoas contribuem de modo silencioso para ajudar os nossos irmãos em dificuldade. A todos os doadores de sangue, manifesto o meu apreço e convido especialmente os jovens a seguirem esse exemplo.” A frase, dita pelo Papa Francisco em um de seus discursos, mostra a importância da doação de sangue e inspira pessoas a realizarem este gesto simples, que pode transformar a vida de alguém que luta há anos pelo restabelecimento de sua saúde.

O frentista Eurípedes Rodrigues sabe bem o que é isso. Ele doa sangue regularmente e destaca que a atitude o deixa extremamente feliz e realizado.  “É uma satisfação enorme, porque estamos ajudando aqueles que necessitam. Hoje, vim ao Hemocentro doar para uma colega que está precisando, mas amanhã pode ser eu ou alguém da minha família. É muito bom saber que estou contribuindo para a vida das pessoas”, afirma.

A doação é um procedimento rápido, seguro, indolor e o doador recebe ainda uma série de exames, pois é feita uma triagem para evitar que sangue contaminado seja repassado a outras pessoas. De acordo com a coordenadora de coleta do Hemocentro, Jaciane Soares, o material coletado no local é distribuído para hospitais de todo o Estado de Goiás.

Como a demanda é alta, estão sempre precisando de sangue. Para isso, ela explica que existem campanhas que visam estimular este ato de solidariedade: “O objetivo é justamente incentivar e, principalmente, aumentar a doação voluntária, para que ela seja regular e não para que a pessoa venha aqui apenas uma vez e depois não apareça mais. A gente quer fidelizar o doador. Precisamos de sangue todos os dias”.

A coordenadora explica que uma única doação pode ajudar até quatro pessoas. Para doar, é preciso preencher alguns requisitos de idade e saúde. Além disso, entre os gêneros existe uma diferença em relação à frequência da doação: o homem pode doar a cada quatro meses e a mulher a cada três.

As pessoas que desejam doar passam primeiro por uma triagem clínica e hematológica e devem estar de acordo com os seguintes requisitos:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos. Pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade;
  • Pesar no mínimo 50kg;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Estar alimentado, sendo que a ingestão de alimentos gordurosos deve ser evitada nas 4 horas que antecedem a doação;
  • Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
  • Para mais informações, basta entrar em contato com o Hemocentro Goiás pelo telefone 62 3201 – 4573.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store