Notícias

“Meu coração arde em servir ao Pai Eterno”, afirma devoto

Rozimar José da Silva é um exemplo de vocação leiga. Ele dedica seu tempo, atenção e amor à Igreja

A cada dia que passa a Igreja doméstica tem atraído mais devotos e resgatado a responsabilidade na comunidade para as atividades da Igreja a partir da participação de homens e mulheres que se dedicam a servir em encontros de casais, oração do terço, ministério de música e animação dentro da Igreja. O papel do leigo na igreja é muito importante, e sua participação estimula a vivência dentro da comunidade à medida que se tornam mais devotos e engajados, fazendo-se exemplos a serem seguidos.

No caso da devoção ao Divino Pai Eterno, temos como grande exemplo a história de Constantino Xavier que, após encontrar o Medalhão às margens do córrego Barro Preto, passou a demostrar sua fé, amor e devoção, com um simples altar preparado, com o auxilio de sua esposa Ana Rosa,  para abrigar o Medalhão. O casal passou a reunir familiares e vizinhos, aos fins de semana, para rezar o terço e que, com fé, juntos presenciaram muitos milagres, fortalecendo a cada dia a bonita história de devoção ao Divino Pai Eterno que é presenciada até hoje.

Assim como o casal que deu início à devoção, muitas pessoas dedicam tempo e cuidado no serviço a Deus e à Igreja. O Rozimar José da Silva é conhecido como o “guardião” da Sala dos Milagres, no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO). Há 18 anos passou situações difíceis que fizeram com que se convertesse e, desde então, ele conta que passou a servir ao Pai Eterno de diversas formas. “Um dia, através de duas pessoas, que impuseram as mãos sobre mim e rezaram pedindo ao Pai Eterno que derramasse todo seu amor em meu coração, por intercessão de Nossa Senhora, tive uma experiência pessoal e muito profunda do amor de Deus que me fez sentir amado e especial”, revela.

Desde então, Rozimar, que é casado e tem dois filhos, faz questão de testemunhar o amor de Deus e Nossa Senhora em sua vida, segue servindo a Deus, das mais diversas formas, e testemunhado o amor de Pai Eterno em sua vida, levando mais pessoas, a vivenciarem essa experiência de fé. “Me tornei catequista; ministro extraordinário da Eucaristia; servi em pastorais; e também no ministério de música. Meu coração arde em servir ao Pai Eterno, pois tenho o desejo de fazer a Sua vontade e servir ao próximo. Tudo isso pela gratidão pelo que Ele me ofereceu e oferece”, conta.

Fonte: Afipe

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store