Notícias

Penitência: sempre é tempo de reconciliar-se com Deus

Pe. João Bosco de Deus fala sobre jejum, caridade e oração durante a vida dos cristãos.

AFIPE_ENTREVISTAO quadro Entrevista desta segunda-feira, 24, destacou a penitência como tema principal. Quem falou sobre o assunto foi o Pe. João Bosco de Deus, Missionário Redentorista. Segundo ele, os cristãos podem viver a penitência com jejum, oração e caridade em qualquer momento da vida, não só durante a Quaresma. (Assista ao vídeo abaixo)

Talíta Carvalho: Qual é o significado da penitência?

Pe. João Bosco de Deus: A penitência é um motivo, é um chamado a todo cristão a voltar atrás dos seus pecados, das suas faltas, uma revisão de vida. É reconciliar-se com Deus. A penitência nos traz um desejo de reparação.

Talíta Carvalho: Muita gente faz penitência agradecendo por uma graça recebida e outros pedindo perdão por algum pecado cometido. De que forma essa penitência deve ser feita, padre?

Pe. João Bosco de Deus: A penitência realmente tem esse sentido amplo e comunitário quando a gente descobre que Deus é maior e que nós muitas vezes agimos mal. No mundo de hoje existem muitos ídolos e, principalmente, três ídolos tem marcado a vida do ser humano em geral, todo cristão, mas também todo ser humano. São os ídolos do ter, do prazer e do poder. Contra esses três ídolos, a Igreja prega e nos chama para um momento penitencial, momento de jejum, de oração e momento de caridade. São as três formas de vencer esses três ídolos.

Talíta Carvalho: É muito comum a gente encontrar pessoas que façam jejum de carne vermelha. Esse é apenas um dos exemplos de um tipo de penitência. Existe algum critério para a escolha da penitência?

Pe. João Bosco de Deus: O jejum da carne vermelha é uma penitência contra aquele prazer da gula, da comida, que representam todos os excessos da nossa vida humana, porém não pode ser único. Muita gente está acostumada a jejuar não comendo a carne vermelha e acha que isso está resolvido. Não é bem assim. Nós devemos agir também com a oração, além do jejum, e também com a caridade, que pode ser resumida na esmola, na doação, na entrega, na ajuda aos mais necessitados. Como fazer e o que fazer depende muito de cada um.

Talíta Carvalho: O cristão pode começar o jejum no meio da Quaresma?

Pe. João Bosco de Deus: Nós podemos começar a o jejum a todo momento da nossa vida. Todos os momentos! Talvez a gente pensa em fazer só na Quaresma e não consegue e talvez até começou, mas caiu. Tem gente que fala que vai fazer jejum de não comer algo, ou não fazer algo, ou para ajudar um irmão, e de repente cai. Recomesse! Cristo caiu três vezes na sua caminhada com a cruz. Nós também caímos, todos nós caímos, por isso é tão difícil e por isso nós nos colocamos nesse sentido de penitência, porque é difícil, se fosse fácil não seria uma penitência.

Talíta Carvalho: Qual a mensagem que o senhor deixa neste tempo de Quaresma?

Pe. João Bosco de Deus: Eu deixo uma mensagem de paz a todos vocês. Paz no coração de cada homem e de cada mulher, de cada filho e cada filha do Divino Pai Eterno. Nossa mensagem é: Deus te ama muito e te quer sempre sorridente, feliz e alegre com a sua família.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store