Notícias

“Se não fosse o Divino Pai Eterno, eu não estaria aqui”, afirma devota

Conheça mais uma história de devoção. Um exemplo de amor, fé e gratidão.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2014_TXT_11_13O Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 13, contou a história de devoção de Iolanda Luís da Silva Santos. Devota do Pai Eterno há aproximadamente 27 anos, ela é um exemplo de amor, fé e gratidão ao Divino Pai Eterno. O destaque foi do quadro Em Nome da Vida. (Assista ao vídeo abaixo)

Iolanda morava em Itapuranga, no interior de Goiás. Ela contou que o primeiro contato com o Pai Eterno aconteceu na Romaria de 1987. “Foi através do meu marido. Quando eu casei, ele já era devoto do Pai Eterno, aí eu tomei conhecimento e desde então eu sou romeira do Pai Eterno. Eu vim pela primeira vez para o Romaria de caminhonete, dormindo em barraca, foi o que aconteceu, eu gostei e amo até hoje”.

Hoje ela mora em Goiânia (GO). Iolanda afirmou que graça do Pai Eterno alcança diariamente sua vida e lembrou com muita gratidão momentos em que a bondade de Deus foi decisiva: “Meu irmão foi esfaqueado, ficou entre a vida e a morte. A faca atravessou a capa do coração dele até nas costas. Foi muita oração e através do Divino Pai Eterno que deu certo e ele foi salvo. Meus três partos foram muito sofridos, deu início de eclampse, foi o milagre do Divino Pai Eterno que meus filhos estão aí. O caçula tem hoje 24 anos”.

Veja também: 

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2014_2_TXT_11_13A fé e a devoção no Divino Pai Eterno fazem parte da vida dela. “Quando tem uma pessoa em dificuldade eu pergunto se ela tem fé com o Divino Pai Eterno. Se tiver, eu falo para se apegar com Ele, pois tudo que eu peço, Ele me dá. Essa pessoa vira pra mim e pede para eu pedir por ela também. Eu chego em casa, acendo a minha vela e peço que Ele cuide daquela irmã que está precisando, e Ele vai lá e faz a graça”, relatou.

Iolanda assiste as missas e novenas pela TV sempre que está em casa, mas não para por aí. Todas as semanas ela faz questão de ir ao Santuário Basílica em Trindade agradecer ao Pai Eterno pela vida, pelas bênçãos derramadas e graças alcançadas. São tantos anos de fé e devoção e boas lembranças que ela guarda com muito carinho. “Eu sinto uma coisa que não tem nem como explicar, parece eu estou em outro mundo. Eu choro, agradeço, peço. É muita fé que tenho no Divino Pai Eterno mesmo”, disse.

Viver se entregando ao Pai na certeza de que Ele ama, cuida e protege seus filhos. A Iolanda sabe a importância da fé e devoção, e ressaltou que não tem dúvidas da presença de Deus em sua vida: “Conheço e só tenho a ganhar, pois eu tenho recebido tanta graça, que se não fosse pelo Divino Pai Eterno, acho que hoje eu não estaria aqui dando essa entrevista, com toda a certeza”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store